Bispo diocesano apresenta-se como «timoneiro» para ajudar

Viseu, 08 abr 2022 (Ecclesia) – Os símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), a Cruz e Ícone de Nossa Senhora, chegaram à periferia da diocese de Viseu e o bispo diocesano, D. António Luciano, espera que deixem marca para “uma transformação pastoral”.

“A Cruz passa e deixa marca, interpela e questiona. É uma graça os símbolos estarem a passar pela Diocese de Viseu! Eu não sei se vai transformar mas tenho essa esperança porque todos precisamos de nos transformarmos e a nossa diocese também. Eu estou aqui como timoneiro para ajudar a transformar”, afirmou o bispo de Viseu em declarações à Agência ECCLESIA.

D. António Luciano acompanhou “com muita alegria” os símbolos da JMJ até a “lugar recôndito” de Mões, no arciprestado de Viseu rural.

Para o padre António Manuel Sobral, pároco de Mões há 14 anos, a presença dos símbolos da JMJ é um “momento histórico”.

“Temos de agradecer a presença dos símbolos aqui. É um momento histórico nesta comunidade: estes símbolos da JMJ, que passaram em 90 países com tantos jovens, termos esta oportunidade aqui é extraordinário, um momento interessante e intenso”, aponta.

Segundo o sacerdote, os jovens têm interesse em “viver e acompanhar” os símbolos da JMJ porque muitos deles querem participar na JMJ Lisboa 2023.

“Apesar de ser difícil estar nos vários momentos, depois do contexto da pandemia e a circunstância da guerra, que causa perturbação na vida das pessoas, haver um símbolo e um momento que une é altura de renovação para todos”, considera.

Também o responsável pelo Comité Organizador Diocesano da JMJ em Viseu, Fernando Chapeiro, realçou a importância da chegada dos símbolos às periferias da juventude.

“Esta é a nossa periferia, numa diocese muito extensa e com dificuldades nos acessos, o objetivo era chegar a esta juventude que está perdida no meio de uma serra, com este frio que se sente e trazer este calor, viemos chamá-los e dizer que venham juntos até Lisboa”, afirmou.

A Cruz e o Ícone de Nossa Senhora estiveram durante esta quinta-feira nas paróquias de Mões e Ribolhos, visitaram as escolas da região e, à noite, acolheram jovens dos vários grupos paroquiais na realização de uma vigília de oração.

Na noite desta sexta-feira, no Parque da Cidade de Viseu, os símbolos da JMJ estão presentes Via-sacra participada pelos movimentos da diocese.

SN

JMJ 2023: Símbolos da Jornada Mundial chegam a Viseu, em nova etapa de peregrinação nacional (c/fotos)

 

 

 

 

Partilhar:
Share