D. Joaquim Mendes e D. Américo Aguiar assumem responsabilidades no Comité Organizador Local

Foto Agência ECCLESIA/PR, Jovem da Diocese de Lisboa na JMJ2019

Lisboa, 04 abr 2019 (Ecclesia) – O cardeal-patriarca nomeou hoje dois coordenadores gerais para o Comité Organizador Local (COL) de organização da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) em Lisboa, no verão de 2022, sob a sua presidência.

D. Joaquim Mendes e D. Américo Aguiar, bispos auxiliares do Patriarcado, assumem responsabilidades, respetivamente, à área pastoral e à logística-operativa.

“Oportunamente serão nomeados os responsáveis pelos vários serviços”, escreve D. Manuel Clemente.

Em declarações à Agência ECCLESIA, D. Américo Aguiar sustentou que a JMJ em Lisboa “desafia todos”, dos “8 aos 80”, e vai ser uma oportunidade de Portugal mostrar que “sabe acolher”.

Segundo o novo bispo auxiliar, esta iniciativa da Igreja Católica vai oferecer aos jovens de todo o mundo “provavelmente a melhor de todas as jornadas mundiais”.

“Queremos fazer com que a JMJ em Lisboa tenha a marca económica e ecológica, como disse o Papa Francisco, e seja uma ocasião de Evangelização”, afirmou hoje.

“Só assim acontecerá se todos nos envolvermos neste projeto nacional”, acrescentou

Já D. Joaquim Mendes tinha referido, a respeito do novo documento do Papa dedicado às novas gerações, que a exortação ‘Cristo Vive’ orienta o caminho para a Jornada Mundial da Juventude de 2022, em Lisboa.

“Esta exortação é um ótimo contributo pastoral para o caminho que temos de fazer, que é um caminho de evangelização”, referiu à Agência ECCLESIA.

O responsável adiantou o próprio Papa deu indicações para que a JMJ 2022 tenha um “dinamismo evangelizador, de saída”, pelo que é necessário perceber, “com criatividade, como é que jovens católicos podem convocar outros para esta experiência do encontro com Jesus, do serviço aos últimos, por aí fora”.

“O que já temos claro é que esta Jornada tem de ser um momento forte de evangelização. Tem de ter esta dimensão missionária”, assinalou.

A 27 de janeiro deste ano, o Vaticano anunciou que Portugal vai acolher a próxima edição internacional da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), na cidade de Lisboa, em 2022.

As JMJ nasceram por iniciativa do Papa João Paulo II, após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

Cada JMJ realiza-se, anualmente, a nível local (diocesano) no Domingo de Ramos, alternando com um encontro internacional a cada dois ou três anos, numa grande cidade.

As edições internais destas jornadas promovidas pela Igreja Católica são um acontecimento religioso e cultural que reúne centenas de milhares de jovens de todo o mundo, durante cerca de uma semana.

PR/OC

Partilhar:
Share