Donativo feito através do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Integral

Foto: Lusa/EPA

Cidade do Vaticano, 12 mar 2020 (Ecclesia) – O Papa Francisco ofereceu 100 mil euros à Cáritas Italiana, para ajudar a fazer frente à emergência do coronavírus, manifestando a sua solidariedade às pessoas que sofrem e a quem cuida dos doentes.

Segundo o portal de notícias do Vaticano, o contributo é enviado através do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Integral (Santa Sé), e destina-se, principalmente, “aos serviços essenciais em favor dos pobres e vulneráveis da Itália”.

O organismo da Santa Sé explica que o donativo se destina “aos serviços essenciais em favor dos pobres e dos mais frágeis e vulneráveis, entre os quais os refeitórios, os centros de acolhimento, os alojamentos e os centros de escuta”, atividades garantidas pelas Cáritas diocesanas e paroquiais.

A contribuição é acompanhada pela oração do Papa Francisco em favor da “amada população italiana”.

A Conferência Episcopal da Itália divulgou um comunicado para explicar a suspensão das Missas, a fim de adotar as medidas de restrição anunciadas pelo governo local, falando num tempo de “grande responsabilidade” e “proximidade ao país”.

OC

Partilhar:
Share