Francisco entregou obra histórica da comunidade cristã, que escapou ao Estado Islâmico e foi restaurada em Roma

Foto: Vatican Media

Qaraqosh, Iraque, 07 mar 2021 (Ecclesia) – O Papa devolveu hoje no Iraque livro histórico da comunidade cristã local, Sidra, que escapou ao Estado Islâmico e foi restaurado em Roma.

O gesto decorreu durante o encontro de oração a que Francisco presidiu na Catedral da Imaculada Conceição, da comunidade siro-católica.

O livro foi entregue ao bispo D. Yohanna Butros Mouché.

Sidra é o livro sagrado da liturgia, do século XIV-XV, da cidade santa para os cristãos iraquianos da Planície de Nínive.

O restauro esteve a cargo da Federação de Organizações Cristãs do Serviço de Voluntariado Internacional – FOCSIV – e do Instituto Central de Arquivo e Patologia do Livro (ICPAL).

A obra, escrita em aramaico, contém orações litúrgicas recitadas entre a festa da Páscoa e a da Santa Cruz, na comunidade siro-cristã de Qaraqosh.

Foto: Vatican Media

O manuscrito foi escondido da “fúria iconoclasta e anticristã” do autoproclamado Estado Islâmico, destaca uma nota do Vaticano.

A Santa Sé fala num livro “refugiado”, como milhares de pessoas que escaparam da guerra e das milícias jihadistas, entre 2014 e 2017, denunciando um “genocídio cultural” durante a ocupação do Daesh.

OC

Partilhar:
Share