Lisboa, 08 nov 2021 (Ecclesia) – A fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) alertou para os ataques contra a população cristã da Índia, divulgando um relatório da responsabilidade de várias ONG.

O documento, intitulado “Cristãos Sob Ataque na Índia”, regista, até ao momento e ao longo deste ano, cerca de três centenas de incidentes contra esta comunidade religiosa.

“No estado indiano de Madhya Pradesh há relatos de medo, depois de ativistas hindus mais radicais terem intensificado uma campanha para a reconversão dos povos indígenas ou tribais”, refere uma nota da AIS, enviada à Agência ECCLESIA.

O padre Rochy Shah, porta-voz da Diocese de Jhabua, fala em pessoas assustadas à medida que vai aumentando a pressão para que “os cristãos indígenas desistam da sua fé no cristianismo”.

“Os ativistas hindus estão a fazer campanhas, exigindo ações contra padres e pastores que lideram as respetivas comunidades cristãs e ameaçam demolir as nossas igrejas, sob a falsa acusação de que elas foram construídas ilegalmente nas terras dos povos indígenas”, acrescenta o sacerdote.

O governo de Madhya Pradesh apresentou em janeiro uma lei “anticonversão”, que prevê penas de prisão até 10 anos a quem se tenha convertido de forma considerada ilegal a qualquer religião com exceção do hinduísmo.

OC

Partilhar:
Share