«Rezar pela unidade, rezar pelo sínodo» é o mote lançado por organismos da Santa Sé

Cidade do Vaticano, 17 jan 2022 (Ecclesia) – O Vaticano desafiou as comunidades católicas a rezar pela unidade dos cristãos e a valorizar o ecumenismo no processo do Sínodo 2021-2023, lançado pelo Papa em outubro.

“De facto, tanto a sinodalidade como o ecumenismo são processos de caminhar juntos”, referem os cardeais Mario Grech e Kurt Koch, respetivamente secretário-geral do Sínodo dos Bispos e presidente do Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade dos Cristãos, em comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA pela sala de imprensa da Santa Sé.

Os responsáveis assinam uma carta conjunta que foi enviada, a 28 de outubro de 2021 a todos os bispos responsáveis pelo diálogo com as outras comunidades cristãs, apresentando sugestões para implementar a dimensão ecuménica do processo sinodal nas igrejas locais.

“Sempre que possível, na contribuição diocesana poderia ser inserida uma síntese das respostas dos responsáveis cristãos e dos delegados ecuménicos”, pode ler-se.

É sugerido que o bispo responsável pelo ecumenismo em cada Conferência Episcopal faça parte da equipa encarregada do processo sinodal e que “envie uma carta aos representantes das outras comunidades cristãs e dos Conselhos nacionais das Igrejas, convidando-os a participar”.

A Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos de 2022 (18-25 de janeiro), preparada pelo Conselho das Igrejas do Médio Oriente, com o tema ‘Vimos a sua estrela no Oriente e viemos prestar-Lhe homenagem’ (Mt 2,2), oferece “uma boa oportunidade para rezar com todos os cristãos para que o Sínodo promova o espírito ecuménico”, indica o comunicado divulgado pelo Vaticano.

“Como os Reis Magos, também os cristãos caminham juntos (synodos) guiados pela mesma luz celestial e enfrentando a escuridão do mundo. Também eles são chamados a adorar juntos a Jesus e a abrir os seus tesouros. Conscientes da nossa necessidade de sermos acompanhados pelos nossos irmãos e irmãs em Cristo e pelos seus muitos dons, pedimos-lhe que caminhem connosco durante estes dois anos e rogamos sinceramente que Cristo nos aproxime dele e que assim nos aproximemos uns dos outros”, referem os dois cardeais.

A carta conclui-se com uma proposta de oração para todas as comunidades católicas.

OC

Pai Celestial,

como os Reis Magos foram a Belém conduzidos pela estrela, que a tua luz celestial guie também a Igreja Católica durante este tempo sinodal, para que caminhe junto de todos os cristãos.

Como os Reis Magos estavam unidos na sua adoração a Cristo, aproxima-nos do Teu Filho, para que, mais próximos uns dos outros, sejamos um sinal da unidade que desejas para a Tua Igreja e para toda a criação.  Pedimo-lo através de Cristo Nosso Senhor.

Amen.

 

Ecumenismo: Papa convida a celebrar Semana de Oração pela Unidade dos cristãos

Partilhar:
Share