D. João Marcos destacou «preocupações com segurança» e «defesa da dignidade» dos trabalhadores

Vila Nova de Milfontes, 27 mar 2019 (Ecclesia) – O bispo de Beja e os padres do Arciprestado de Almodôvar visitaram a parte superior e o fundo da Mina Neves Corvo, no concelho de Castro Verde, esta terça-feira.

“A presença da Igreja é importante porque uma coisa é a gente falar do que lê, do que ouve, outra é ver a realidade. Gostei da organização que me parece muito justa”, disse hoje D. João Marcos à Agência ECCLESIA.

O bispo de Beja sublinha que os mineiros são trabalhadores que levam “a sério tudo da segurança”, pessoas “muito situadas que defende a sua dignidade”.

“Fiquei admirado com todo o cuidado que se tem em relação à segurança das pessoas, ali é dogma”, sublinhou.

D. João Marcos assinalou que os mineiros têm “uma imagem muito pequenina” da sua padroeira, Santa Bárbara, “na entrada” da Mina Neves Corvo, mas admite que gostaria de uma maior atenção da Igreja Católica a esta realidade.

“Foi uma visita particular dos padres e do bispo à mina”, salientou, sobre uma “realmente enorme” com “200 quilómetros de galerias” onde trabalha “imensa gente”.

“Agradecemos o acolhimento e manifestamos a nossa estima e oração por todos os mineiros”, escreveu a Diocese de Beja na sua página na rede social Facebook.

Neste contexto, o bispo de Beja lembrou que esteve na inauguração do monumento dedicado a todos os mineiros em Almodôvar, a 4 de dezembro de 2018, festade Santa Bárbara, a padroeira deste setor profissional.

O bispo diocesano está a realizar visitas arciprestais à região, mostrando-se satisfeito.

“Os padres estão centrados no seu trabalho, lutando por anunciar o Evangelho e ajudar as pessoas a viver a Quaresma e a preparar-se para a Páscoa”, desenvolveu.

D. João Marcos salienta que há “problemas e dificuldades”, mas “há, sobretudo, o espírito do Senhor que ajuda” em auxílio “da fraqueza e das debilidades”.

No seu sítio online, a Diocese de Beja informa ainda que o seu bispo esta semana vai reunir com os sacerdotes do arciprestado de Beja e Cuba e de Santiago do Cacém, respetivamente quinta e sexta-feira.

CB/OC

Partilhar:
Share