Espaço chega ao público no dia de São José,  indo ao encontro de tantos em reclusão com o testemunho de quem viveu 13 anos preso

Lisboa, 19 mar 2020 (Ecclesia) – O site para a Causa de Canonização do cardeal Van Thuan está disponível a partir de hoje, antecipando a data prevista de lançamento com o testemunho de quem “viveu privado da sua liberdade”.

“Com tantas pessoas recolhidas em casa por força da pandemia que vivemos, podemos aprender com o Cardeal Van Thuan a «encher cada momento de amor», com o seu testemunho, sermos levados a viver uma vida de oração intensa com profunda caridade para com todos aqueles que Deus coloca, das mais variadas formas, nas nossas vidas. O testemunho e intercessão de Van Thuan é uma grande luz de esperança”, afirma um comunicado da equipa de Vice Postulação da Causa, enviado à Agência ECCLESIA.

O cardeal Van Thuan, natural do Vietname, nasceu a 17 de Abril de 1928, numa família, afirma a sua biografia, “que elenca na sua árvore genealógica numerosos mártires”.

“Desde criança, sente-se chamado à vida religiosa, e em 11 de Junho de 1953 é ordenado sacerdote”, indica.

O Papa Paulo VI nomeou-o Arcebispo coadjutor de Saigão (Ho Chi Minh) em 1975, tendo sido preso poucos meses depois.

“Em 1988, é libertado, depois de 13 anos no cárcere, nove dos quais em total isolamento”, pode ler-se.

Quando chega a Itália é nomeado vice-Presidente e depois, presidente do Conselho Pontifício Justiça e Paz, tendo sido criado cardeal em 2001 por João Paulo II.

O cardeal Van Thuan faleceu em Roma, “depois de uma longa doença, em 16 de setembro de 2002”, tendo o processo de beatificação, na sua fase preliminar, começado a 17 de setembro de 2017, cinco anos depois da data da sua morte.

“No dia 22 de outubro de 2010 é celebrada a sessão de abertura do processo diocesano, no Tribunal do Vicariato de Roma”, indica a biografia oficial.

Cerca de três anos depois, a 5 de julho de 2013, “realizou-se a sessão de encerramento do processo diocesano na sede do Vicariato de Roma”.

Previsto para ser anunciado no dia 17 de abril, data da morte do cardeal, e antecipado para o dia de São José, dia do Pai, o site de Vice Postulação apresenta duas biografias, uma delas “ilustrada” e sugere várias “publicações da autoria do Cardeal Van Thuan”.

“Encontramos ainda a oração oficial de beatificação e canonização num conjunto variado de línguas, uma galeria multimédia com fotografias e vídeos, bem como as iniciativas regulares: Palavra de Esperança e Voz de Esperança, meditações em texto e áudio em torno da figura do Venerável Van Thuan”, indica.

A equipa da causa de Canonização recorda a “grande devoção” que o cardeal Van Thuan tinha à figura de São José, “que o fazia rezar no seu dia a dia, especialmente em grandes momentos de sofrimento como na prisão ou na grave doença no fim da sua vida: Jesus, Maria e José”.

“Apresentar a figura de um católico que viveu privado da sua liberdade durante mais de uma década”, e fazê-lo no dia de São José, é para a equipa, uma oportunidade para “conhecer esta grande figura mundial e rezar por sua intercessão nos tempos que vivemos”, afirma o comunicado assinado por Luís Marques.

LS

Partilhar:
Share