Projeto catequético «rumo» à Jornada Mundial da Juventude» em Lisboa tem novidade de «construir um projeto de intervenção»

Fátima, 04 jul 2019 (Ecclesia) – A Comissão Episcopal Educação Cristã e Doutrina da Fé (CEECDF) apresentou hoje o novo projeto de caminhada catequética para adolescentes – ‘Say Yes – aprender a dizer sim’ – de preparação para a Jornada Mundial da Juventude 2022 (JMJ) em Lisboa.

“Daqui por três anos os nossos adolescentes são potenciais peregrinos da JMJ Lisboa 2022. Os materiais dos temas já lançados pelo Papa Francisco são dirigidos para jovens”, disse o presidente da comissão numa reunião com os Secretariados Diocesanos da Catequese, em Fátima.

Na informação enviada à Agência ECCLESIA, pelo Secretariado Nacional da Educação Cristã, D. António Moiteiro explicou que os materiais dos temas “lançados pelo Papa Francisco são dirigidos para jovens”, por isso, a CEECDF, nas suas funções na educação cristã, “congregou vontades e associou-se e apoiou este projeto que quer ser caminho para os adolescentes de todo o país”.

“A JMJ não pode passar ao lado dos adolescentes”, afirmam os bispos da Comissão Episcopal Educação Cristã e Doutrina da Fé.

‘Say Yes – aprender a dizer sim’ é um novo projeto catequético para adolescentes, dos 12 aos 16 anos, na preparação até à próxima edição internacional da Jornada Mundial da Juventude que o Patriarcado de Lisboa vai receber, em 2022.

O itinerário de preparação para a JMJ foi criado pelo Setor da Catequese do Patriarcado de Lisboa e o seu diretor salienta que “procura ser uma proposta pedagógica”, um caminho para “chegar a esse grande acontecimento” de encontro, formativo e cultural que a Igreja Católica dinamiza ao longo de uma semana.

“O itinerário é um percurso pela história das jornadas, seguindo aquilo que são os passos essenciais da catequese: a atenção à experiência da vida, a iluminação dessa experiência no encontro com a Palavra de Deus e na oração, o compromisso generoso na missão”, acrescentou o padre Tiago Neto na entrevista ao jornal diocesano ‘Voz da Verdade’, enviada à Agência ECCLESIA.

Neste contexto, o diretor do Setor da Catequese do Patriarcado explica ‘Say Yes’ está estruturado em três anos, cada um com cinco etapas, um total de 15 etapas, que correspondem aos encontros dos jovens com os Papas – João Paulo II, Bento XVI e Francisco – nas edições internacionais das Jornadas Mundiais da Juventude entre 1986 e 2019.

Segundo o sacerdote, o esquema de trabalho, “fundamentalmente, é um esquema mensal”, por exemplo, na primeira semana, os adolescentes vão ter contacto com a mensagem que o Papa escreveu aos jovens para um determinado encontro; na segunda semana trabalham um texto bíblico fundamental sobre essa temática, “depois de serem confrontados com a mensagem, com aqueles desafios que a mensagem traz, hoje”.

Nas duas últimas semanas de cada mês, os adolescentes “têm uma experiência de oração” e depois começam “a desenhar e a construir um projeto de intervenção”, que “é a grande novidade” deste projeto com adolescentes “ao envolvê-los e dar-lhes a possibilidade de serem protagonistas do seu próprio caminho catequético”.

“Os adolescentes vão poder escolher formas concretas para pôr em prática aquilo que são os exercícios de missão, de evangelização, de serviço à comunidade e de crescimento em grupo”, realça o padre Tiago Neto, sobre um projeto que ajuda “a combater aquela noção da catequese muito escolar e que acaba”.

Nas duas últimas semanas de cada mês, os adolescentes “têm uma experiência de oração” e depois começam “a desenhar e a construir um projeto de intervenção”, que “é a grande novidade” deste projeto com adolescentes “ao envolvê-los e dar-lhes a possibilidade de serem protagonistas do seu próprio caminho catequético”.

“Os adolescentes vão poder escolher formas concretas para pôr em prática aquilo que são os exercícios de missão, de evangelização, de serviço à comunidade e de crescimento em grupo”, realça o padre Tiago Neto, sobre um projeto que ajuda “a combater aquela noção da catequese muito escolar e que acaba”.

No dia 22 de junho, o Papa Francisco anunciou que o tema da JMJ Lisboa 2022 é “Maria levantou-se e partiu apressadamente” (Lc 1, 39), e, neste contexto, o sacerdote destaca com o lema do projeto ‘Say Yes – Aprender a dizer sim’ que “há uma clara nota vocacional” que querem “dar ao projeto com adolescentes”.

Neste itinerário os adolescentes vão conhecer “Veríssimo, Máxima e Júlia”, três mártires de Lisboa do tempo romano “em vídeo e numa linguagem atual” e vão ter um “diário de bordo pessoal” com vários materiais para uma caminhada pessoal e em grupo.

O Secretariado Nacional da Educação Cristã informa ainda que as paróquias podem inscrever-se no projeto e aceder aos materiais que vão ser disponibilizados no início do ano catequético 2019/2020.

“Estamos a desenvolver um projeto e a programar uma nova forma de trabalhar a catequese com os adolescentes. Queremos uma pedagogia mais inovadora, mais próxima deles, mais educativa; O ‘Say Yes – aprender a dizer sim’ é oportunidade para testarmos modelos e serem verdadeiros laboratórios ao longo destes próximos três anos. É um caminho comum”, referiu a coordenadora da Catequese no SNEC, Cristina Sá Carvalho.

CB/PR

[Notícia atualizada às 11h51 de 5 de julho]

Partilhar:
Share