Participantes são desafiados a falar das suas experiências de missão

 

Lisboa, 03 mai 2019 (Ecclesia) – O Santuário de Fátima vai acolher entre sábado e domingo uma nova edição do encontro nacional de jovens católicos, o primeiro após o anúncio da realização da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) em Portugal, em 2022.

A edição 2019 do ‘Fátima Jovem’ é o primeiro encontro nacional dos jovens católicos, após o anúncio, no Panamá, de que Lisboa vai receber a próxima edição internacional das JMJ.

O diretor do Departamento Nacional da Pastoral Juvenil (DNPJ), padre Filipe Dinis, assume a intenção de dar continuidade à experiência do Panamá, em janeiro deste ano, para “criar laços e começar a preparar as Jornadas Mundiais”.

“Estes encontros nacionais são importantes para a formação de uma consciência de que somos Igreja. É um reforço da tomada de consciência de que somos cristãos”, assinala o responsável, em declarações à Agência ECCLESIA.

Em Fátima cruzam-se jovens de diferentes identidades e movimentos de Igreja, por vezes até em números mais expressivos que os que se costumam verificar nesta peregrinação Nacional de Jovens.

O padre Filipe Dinis destaca o facto de, neste ano, o Fátima Jovem ter sido preparado por todos os grupos que integram o Conselho Nacional da Pastoral Juvenil.

“Esta peregrinação tem muito esta componente da envolvência de todos na preparação e na vivência deste acontecimento” salienta o responsável nacional do DNPJ.

Quanto ao programa para estes dois dias, o padre Filipe Dinis começa por destacar a manhã de sábado, com “a preocupação de que os jovens escutem outros jovens nas suas experiências de missão”.

Em vários pontos do Santuário, os jovens vão poder escutar “experiências concretas de jovens que viveram a sua missão dentro ou fora do país.”

Segundo o padre Filipe Dinis, o objetivo é “abrir perspetivas para que os jovens coloquem na sua vida esta perspetiva missionária.”

Esta é uma forma do DNPJ se associar ao Ano Missionário e à proposta da Nota da Conferência Episcopal Portuguesa ‘Todos, tudo, sempre e em missão’.

Após uma saudação a Maria, a tarde de sábado conta com um Peddy Paper que vai passar por vários locais, “sempre com esta componente missionária, de pessoas que em Fátima trabalham numa perspetiva de missão”.

A noite é preenchida com o Festival Nacional Jovem da Canção Mensagem, numa sucessão de temas oriundos e representativos de 14 dioceses portuguesas.

Mais do que um encontro, o responsável da pastoral juvenil prefere falar de peregrinação, que se conclui no domingo: “Nós tratamo-la como peregrinação, neste caminhar até ao Santuário de Fátima e viver esta experiência mariana”.

OC

Partilhar:
Share