No primeiro painel vão falar sobre «É possível ter fé hoje?»

Angra do Heroísmo, Açores, 03 mai 2022 (Ecclesia) – A Diocese de Angra informa que começa hoje a segunda série ‘Igreja e Sociedade’, na RTP Açores, e nas próximas quintas-feiras vão debater “a fé, os jovens e os pobres hoje”, no contexto pós-pandémico, às 21h19 locais.

“A humanidade vive ferida, enfrentando inúmeras ameaças. Depois da guerra pela saúde, durante dois anos, em vários sítios do mundo, hoje luta-se pelo poder dos homens, com guerras injustas ditadas pela fome do poder sobre o outro”, contextualizou a organização, numa nota divulgada pelo portal diocesano ‘Igreja Açores’.

A série televisiva ‘Igreja e Sociedade’ resulta de uma parceria entre o Instituto Católico de Cultura da Diocese de Angra e a RTP Açores, com o apoio do Santuário do Senhor Santo Cristo e, nesta segunda edição, do Serviço Diocesano da Pastoral da Cultura.

Os programas vão ser transmitidos nas três primeiras quintas-feiras deste mês, a partir de hoje – 5, 12 e 19 de maio, sempre 21h19 locais (mais um hora em Portugal continental), no canal público regional.

No primeiro painel João Ferrão, o teólogo Juan Ambrósio, o padre José Frazão Correia (Jesuíta) e o escritor Joel Neto vão falar sobre ‘É possível ter fé hoje?’.

Os promotores desta iniciativa identificam também outros “problemas que tornam o mundo difícil de gerir”, como as alterações climáticas, as migrações, “o atropelo aos direitos humanos”, a pobreza, o “desrespeito reiterado da dignidade”.

“A ‘governança’ global precisa de contar com a Igreja, que é a única instituição verdadeiramente global: Presente em todo o mundo e em todos os estratos sociais”, acrescenta.

Neste sentido, assinalam que é importante refletir sobre o papel da Igreja na sociedade, “junto dos mais jovens e sobretudo junto dos mais pobres”.

Os convidados desta segunda série ‘Igreja e Sociedade’ vão ajudar ainda a refletir sobre várias perguntas, a partir de mais duas questões, nos programas seguintes: “Jovens, que futuro?” e “Quem são os pobres hoje?”.

O sítio online ‘Igreja Açores’ destaca que foram convidados “nomes relevantes” das áreas em análise, como o padre açoriano José Júlio Rocha, teólogo moralista, a reitora da Universidade Católica Portuguesa, Isabel Capeloa Gil, o antigo presidente da Cáritas Portuguesa, Eugénio Fonseca, o sociólogo e investigador Fernando Diogo, e a professora catedrática Maria do Céu Patrão Neves.

Os debates vão ser moderados por Carmo Rodeia, diretora do Gabinete de Comunicação do Santuário de Fátima.

CB

Partilhar:
Share