Cidade do Vaticano, 20 mar 2019 (Ecclesia) – A fundadora das Missionárias do Santíssimo Sacramento e Maria Imaculada, presentes na Diocese de Viana do Castelo, vai ser beatificada, após o Papa ter aprovado um milagre atribuído à sua intercessão.

Maria Emilia Riquelme y Zayas nasceu em Granada (Espanha) a 5 de agosto de 1847 e ali faleceu a 10 de dezembro de 1940.

As religiosas da congregação que fundou vivem a sua missão no Santuário dedicado ao Sagrado Coração de Jesus, em Viana.

O Papa autorizou esta terça-feira a promulgação dos novos decretos que darão à Igreja nove beatos e cinco veneráveis.

Entre os futuros beatos estão sete bispos, mártires do regime comunista na Roménia entre 1950 e 1970, e o missionário italiano Alfredo Cremonesi, assassinado na antiga Birmânia a 7 de fevereiro de 1953.

OC

Partilhar:
Share