Francisco destacou iniciativas de defesa do meio ambiente, sustentabilidade, a fraternidade humana e a atenção aos mais pobres e vulneráveis

Cidade do Vaticano, 30 set 2022 (Ecclesia) – O Papa pediu aos jovens estudantes que participaram no Pacto Educativo Global Ursulino para abraçarem a verdadeira beleza, defesa dos mais pobres, vulneráveis, e da casa comum, e convidou-os para a Jornada Mundial da Juventude 2023, em Lisboa.

“No que diz respeito à defesa do meio ambiente, a sustentabilidade, a fraternidade humana e a atenção aos mais pobres e vulneráveis isso dá muita honra a vocês. Significa que não estão ‘dormindo’, mas são jovens espertos”, assinalou o Papa, na mensagem publicada pela Sala de Imprensa da Santa Sé.

Francisco realçou que sabe que estes jovens estudantes estão a participar “ativamente do Pacto Educativo Global”, que lançou há três anos, “como uma aliança aberta a todos com o objetivo de educar e nos educar na fraternidade universal”.

“Se os jovens não mudarem o mundo, quem mudará?”, perguntou Francisco, explicando que o devem fazer “defendendo a beleza desfigurada de tantos excluídos do mundo”, abrindo-se ao acolhimento dos outros, “especialmente dos vulneráveis e marginalizados”, não olhando para o outro que é diferente “como uma ameaça, mas como uma riqueza”.

“E defendendo a beleza ferida da criação, protegendo os recursos da nossa Casa comum, adotando estilos de vida mais sóbrios e ecológicos”, acrescentou.

Neste contexto, o Papa convidou os estudantes que participaram no Pacto Educativo Global Ursulino a ler a mensagem que escreveu aos jovens que estiveram na ‘Conferência Europeia da Juventude’, entre 11 e 13 de julho, em Praga (República Checa); 2022 é o Ano Europeu da Juventude.

“Tenho certeza de que também encontrarão mais estímulos para o seu compromisso”, realçou.

Na mensagem, Francisco marcou encontro com os jovens na Jornada Mundial da Juventude 2023, a edição internacional deste encontro que vai decorrer na capital portuguesa, de 1 a 6 de agosto.

“Que promete ser um grande sinal de esperança e beleza para todos os jovens do mundo”, assinalou o Papa.

No final, Francisco pediu que através da intercessão de Santa Úrsula, “Deus abençoe a todos, os seus educadores e seus projetos” e abençoe “todos os estudantes do mundo, para que eles nunca parem de sonhar um mundo melhor”.

O Papa indicou aos estudantes do Pacto Educativo Global Ursulino duas coisas importantes, a partir da jovem Úrsula que inspirou muitos outros, como Santa Ângela Merici que criou a obra educativa das Irmãs Ursulinas.

Na mensagem explicou que a primeira é levar ao mundo a beleza que “deve ser espalhada e defendida”, quando Deus criou o homem à sua imagem semelhança e “viu que era muito bonito”, por isso, convidou a fazerem um ‘pacto global da beleza’, e, depois do ser, a segunda coisa é sobre o fazer, porque “a beleza que Jesus revelou é um esplendor que se comunica, que age”, a verdadeira beleza é sempre fecunda, “impele a sair de si mesmo e se mover”.

CB

Partilhar:
Share