Primeiro-ministro António Costa vai descerrar a plana de inauguração da nova instituição de ensino

Foto Agência Ecclesia/HM

Lisboa, 14 set 2021 (Ecclesia) – A Universidade Católica Portuguesa (UCP) informa que a sua Faculdade de Medicina vai ser inaugurada hoje, às 14h00, com a presença do primeiro-ministro António Costa e do ministro do Ensino Superior Manuel Heitor.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, a UCP informa que a Faculdade de Medicina vai ser inaugurada num evento presidido pelo magno chanceler da universidade, o cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente.

A instituição de ensino superior destaca a presença do primeiro-ministro António Costa, que vai descerrar a placa de inauguração da Faculdade de Medicina, às 13h45, no Campus de Sintra da UCP, próximo do parque tecnológico do Tagus Park.

Na cerimónia de inauguração da nova faculdade da UCP também vão intervir a reitora da universidade, Isabel Capeloa Gil, e o ministro do Ensino Superior, Manuel Heitor, entre outros convidados, a partir das 14h00, desta terça-feira.

“Este é um momento único, que assinala um marco histórico para a Universidade Católica e para a formação médica no país, com a criação da primeira Faculdade de Medicina privada em Portugal”, assinala o comunicado.

A Universidade Católica Portuguesa informa que a sua nova faculdade, que envolveu um “investimento inicial de 25 milhões de euros”, vai funcionar num edifício dotado de condições de estudo teórico e prático, com um laboratório de anatomia e um Centro de Simulação pré-graduado e laboratórios de investigação.

“O Mestrado Integrado em Medicina quer contribuir para a inovação do ensino da Medicina em Portugal, envolvendo parcerias com a prestigiada Universidade de Maastricht e uma parceria clínica com o Grupo Luz Saúde”, acrescenta a Universidade Católica, salientando que tem um “reputado corpo docente, nacional e internacional”.

Segundo a UCP, este vai ser também o primeiro curso de Medicina em Portugal lecionado em inglês, “com uma metodologia centrada no aluno e aberto a estudantes de todo o mundo”, e admitiram 50 estudantes para o ano letivo 2021/2022.

A inauguração da Faculdade de Medicina da UCP estava agendada para esta segunda-feira, mas foi adiada no contexto do período de luto nacional pelo falecimento do antigo presidente da República, Jorge Sampaio.

CB

Medicina/Católica: «Não há temas tabus numa universidade» – Isabel Capeloa Gil (c/vídeo e fotos)

Partilhar:
Share