Em 17 das 20 dioceses católicas em Portugal, durante o ano letivo 2018/2019

Foto: Folha do Domingo

Lisboa, 10 jul 2019 (Ecclesia) – O Secretariado Nacional da Educação Cristã (SNEC), da Igreja Católica, informa que “mais de 40 mil alunos” participaram nas atividades da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC), no ano letivo 2018/2019, em 17 dioceses de Portugal.

“Os números apresentados pelas dioceses dizem apenas respeito a iniciativas promovidas localmente por cada secretariado diocesano e permitem-nos percecionar o muito que foi feito em prol da disciplina, dos alunos e professores”, disse o coordenador da EMRC no SNEC.

Na informação enviada à Agência ECCLESIA pelo SNEC, o professor Fernando Moita explicou que a disciplina de EMRC que é de oferta obrigatória mas frequência facultativa quer “ser uma presença significante e significativa na escola”.

Os cerca de 40 mil alunos que participaram nos encontros da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica são números relativos a 17 das 20 dioceses católicas que existem em Portugal.

Sobre o ano letivo 2018/2019 que está a terminar, o coordenador da EMRC realçou que ficou marcado “por todo um trabalho em rede, com parcerias com os secretariados diocesanos, escolas, professores, bem como, com a Faculdade de Teologia”.

Segundo Fernando Moita, uma das preocupações do departamento nacional da disciplina é a formação contínua dos docentes e “a experiência de deslocalizar para cada diocese, ou grupos de dioceses, permitiu chegar a um maior número de docentes” e “economizar esforços de deslocações e alojamento escutando mais os próprios responsáveis diocesanos e indo ao encontro das necessidades do terreno”.

Neste contexto, acrescentou o professor, o Secretariado Nacional da Educação Cristã pretende continuar a ajudar na formação dos docentes da disciplina através “da intensificação da parceria com a Faculdade de Teologia”, da Universidade Católica Portuguesa, nos seus três núcleos regionais – Lisboa, Porto e Braga.

As equipas diocesanas da EMRC e o departamento nacional do setor estiveram reunidos em Fátima, este sábado, onde foi apresentado o projeto da exposição itinerante ‘Migrações e Desenvolvimento’ e a conferência ‘O cuidado da pessoa da Criança: conhecer mais para proteger melhor’.

A disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica que é de oferta obrigatória e frequência facultativa no ensino regular desde o 1.º ciclo até ao ensino secundário, vai passar também a integrar as matrizes dos cursos profissionais no próximo ano letivo 2019/2020.

A Concordata assinada em 2004 entre Portugal e a Santa Sé consagra a existência da disciplina de EMRC, sendo os professores propostos pelos bispos, nomeados pelo Estado e pagos pela tutela; é uma componente do currículo nacional, de oferta obrigatória por parte dos estabelecimentos de ensino e de frequência facultativa.

CB

Partilhar:
Share