Pandemia levou ao cancelamento de convívios natalícios nas paróquias, romagens, autos de Natal e atuações de grupos de cantares

Foto: Lusa

Funchal, 23 nov 2020 (Ecclesia) – O bispo do Funchal disse que este ano o Natal “exige um comportamento cívico e cristão”, para proteção própria e dos outros, por causa da pandemia de Covid-19.

A situação levou ao cancelamento dos convívios natalícios organizados pelas paróquias, romagens, autos de Natal e atuações de grupos de cantares.

Uma decisão da Diocese do Funchal em conformidade com as indicações das autoridades regionais de saúde do Arquipélago da Madeira.

“O Natal exige de nós, este ano, um comportamento cívico e cristão que nos protege a nós e que protege os outros”, disse D. Nuno Brás, em informação divulgada hoje pelo ‘Jornal da Madeira’.

O jornal diocesano contextualiza que o responsável já tinha referido ter “muito medo se por causa de uma Missa do Parto, uma missa do Natal, a ilha tiver de, em janeiro, ficar confinada, ou o hospital ficar sem capacidade de resposta”.

O ‘Jornal da Madeira’ adianta que o presidente do Governo Regional vai anunciar esta semana novas medidas de combate à pandemia de Covid-19, para vigorar entre 15 de dezembro e 15 de janeiro.

Este domingo, o bispo do Funchal presidiu à solenidade de Cristo Rei na igreja do Caniço.

A celebração contou com a presença do Conselho Central do Funchal da Sociedade de São Vicente de Paulo, os membros da Conferência Vicentina do Caniço e das crianças do primeiro ano da catequese, que fizeram a festa do acolhimento.

“Celebramos o facto de Deus querer dar forma à nossa vida, à nossa vida interior e à nossa vida exterior. E queremos agradecer-Lhe por isso e pedir-Lhe que em todos nós, desde os mais pequenos até aos mais velhos, Ele possa encontrar uma porta aberta para nos dar forma, a forma da sua vida”, disse D. Nuno Brás.

O Conselho Central do Funchal da Sociedade de São Vicente de Paulo promove anualmente, nesta data, uma peregrinação ao monumento do Cristo Rei, no Garajau, anulada este ano por causa da pandemia Covid-19.

CB/OC

Partilhar:
Share