Funchal, Madeira, 18 set 2021 (Ecclesia) – O ‘Projeto Akustica’, na Diocese do Funchal, vai desenvolver “algumas atividades” que chamam a atenção para a “criação como casa-comum”, no contexto do ‘Tempo da Criação’ que a Igreja Católica está a viver até 4 de outubro.

Numa nota enviada à Agência ECCLESIA, a Diocese do Funchal informa que vão ser realizados dois ‘sábados da Criação’, que orientam o “olhar para a criação”, e decorrem “ao ar livre, em comunhão com a natureza”.

O primeiro ‘sábado da Criação’ é uma oração ecuménica, com várias confissões religiosas, no dia 18 de setembro, a partir das 20h00, no adro da igreja de Santa Luzia, com vista para a cidade do Funchal.

Uma semana depois, o segundo ‘sábado da Criação’ é uma caminhada ecológica de 1,7km, entre a igreja de São Tiago Menor (Socorro) e a Praça do Mar, para aprofundar a mensagem do Tempo da Criação e divulgação da petição ‘Planeta saudável, pessoas saudáveis’, entra as 09h00 às 11h00, do próximo dia 25.

A concluir o ‘Tempo da Criação’ 2021, vão ainda promover um ‘Rosário Ecológico’, às 16h30, de 3 de outubro, no Convento das Clarissas, na Caldeira – Câmara de Lobos, e uma Eucaristia de São Francisco e bênção dos animais, no dia seguinte, a partir das 18h30, no Convento de São Bernardino (Câmara de Lobos).

A Diocese do Funchal informa que estes eventos vão ser dinamizados e desenvolvidos em colaboração com o ‘Projeto Akustica’, banda católica que tem como missão cantar a fé, com as irmãs do Convento da Caldeira (Irmãs de Santa Clara) e com a comunidade dos Franciscanos.

‘Uma cada para todos? Renovando o Oikos de Deus’ é o tema do ‘Tempo da Criação’ 2021, que tem como imagem a tenda de Abraão que acolhe três forasteiros, que eram três anjos de Deus; Este mês especial começou a 1 de setembro e vai terminar a 4 de outubro, quando a Igreja Católica celebra a festa litúrgica de São Francisco de Assis.

CB/OC

Partilhar:
Share