O catequista é “um missionário” 24 horas por dia

Foto Jornal da Madeira – Dia Diocesano do Catequista

Funchal, 06 out 2020 (Ecclesia) – O Bispo do Funchal, D. Nuno Brás, lembrou aos catequistas, na homilia da celebração do Dia Diocesano do Catequista, que “o segredo da catequese é tornar presente a Jesus”.

Na celebração, realizada esta segunda-feira, dia 05 de outubro, na Paróquia dos Álamos e que juntou mais de 300 catequistas de várias paróquias da Ilha da Madeira, D. Nuno Brás referiu que “mostrar que este Jesus não é simplesmente alguém que viveu há dois mil anos, mas é alguém que hoje, vivo”, vem ao encontro das pessoas, lê-se no Jornal da Madeira.

Depois de explicar que o catequista é “um missionário” um enviado de Jesus Cristo que se deve “assumir” e “sentir” como tal 24 horas por dia, D. Nuno Brás lembrou as palavras do Papa Francisco quando este diz que “os catequistas não devem fazer de catequistas, mas ser catequistas”.

Os trabalhos deste Dia Diocesano do Catequista iniciaram-se pelas 09h30 horas com uma primeira intervenção sobre a “Carta de São Tiago e as suas Implicações na Catequese”, pela Irmã Teresa Pinho e depois uma segunda intervenção sobre o “Sacramento da Eucaristia”, cujo orador foi o cónego João Francisco Dias.

LFS

Partilhar:
Share