Cardeal D. António Marto encerrou iniciativa, com três dias de conferências e debates

Fátima, 21 jun 2021 (Ecclesia) – O cardeal D. António Marto encerrou este domingo o Simpósio Teológico-Pastoral do Santuário de Fátima, afirmando que a instituição tem de ser uma “escola de santidade”.

“Este simpósio foi um grande contributo para que o nosso Santuário seja , e continue a ser, uma escola de santidade para o nosso tempo, para o nosso povo, sobretudo os mais simples e humildes, que são a grande maioria dos peregrinos”, referiu o bispo de Leiria-Fátima, no final de três dias de conferências e debates.

O simpósio ‘Fátima, hoje: pensar a santidade’ promoveu uma reflexão sobre a Mensagem de Fátima, a partir do testemunho de santidade de Santa Jacinta Marto.

“Mostrar o caminho como podemos viver a santidade no quotidiano, na nossa vida concreta é a verdadeira reforma de fundo da Igreja” assinalou o cardeal português.

“Este é o grande desafio da santidade da Igreja e estes dias mostraram que a espiritualidade de Fátima continua a ser válida e interpeladora para este nosso século XXI, dando-nos chaves de leitura para esse desafio concreto”, concluiu, numa intervenção divulgada pelo santuário nacional.

A iniciativa decorreu no Centro Pastoral de Paulo VI.

O reitor do Santuário de Fátima admitiu que a pandemia “condicionou toda a ação” da instituição, “obrigando a um esforço enorme de adequação à nova realidade”.

“Entendemos que, apesar de todas as limitações que o momento presente ainda tem, está na altura de recomeçarmos algumas das ações e o Simpósio foi uma dessas iniciativas”, referiu o padre Carlos Cabecinhas.

O presidente da Comissão Cientifica e organizadora deste Simpósio, Marco Daniel Duarte, destacou o empenho e o trabalho do Santuário no estudo, aprofundamento e difusão da mensagem de Fátima.

“Moveu-nos o que moveu tantos outros: o serviço aos peregrinos da Cova da Iria. Mesmo que eles não estejam aqui sentados, foi sempre neles que pensámos no quadro da reflexão teológica. Eles foram o objeto e o objetivo da nossa reflexão”, referiu o também diretor do Departamento de Estudos do Santuário de Fátima.

OC

Fátima: D. José Ornelas pede santidade que «reconcilie», «dialogue» e «junte todos»

 

Partilhar:
Share