35 refugiados ucranianos vão ser acolhidos na Cova da Iria, de forma temporária

Fátima, 12 mar 2022 (Ecclesia) – O Santuário de Fátima anunciou hoje que enviar a Imagem nº 13 da Virgem Peregrina de Fátima para a Ucrânia, no inicio da próxima semana correspondendo ao pedido do arcebispo greco-católico de Lviv.

“Unidos no mesmo espírito de oração, é com agrado que o Santuário de Fátima responde positivamente ao pedido de envio de uma Imagem da Virgem Peregrina de Fátima”, refere a carta enviada pelo Santuário esta sexta-feira.

A deslocação desta imagem ao território ucraniano, que acontece pela primeira vez, é justificado com o “esforço pastoral de oração pela paz no mundo, em especial na Ucrânia”.

O pedido formal do arcebispo e metropolita da Igreja greco-católica de Lviv, D. Ihor Vozniak, foi efetuado a 10 de março: “Pedimos que nos possam enviar a Imagem da Virgem Peregrina de Fátima para a Ucrânia para que possamos rezar pedindo a sua proteção para que a paz regresse ao país”.

Na próxima semana, o Santuário de Fátima vai receber 35 refugiados da Ucrânia, “na sua esmagadora maioria mulheres e crianças”, a pedido da Câmara Municipal de Ourém e da Comunidade Greco-Católica portuguesa, cujos assistentes espirituais, nomeadamente os monges basilianos, residem e colaboram na Cova da Iria.

“Ao apoio para o alojamento temporário nas instalações do Santuário, a instituição irá desenvolver esforços, em articulação com as autoridades locais, no sentido do melhor encaminhamento destas famílias para situações mais estáveis de permanência no país, nomeadamente, ajudando no acesso a documentação, escolaridade, saúde e emprego”, informa uma nota divulgada online e enviada à Agência ECCLESIA.

Este acolhimento “será apenas temporário”, acrescenta o comunicado.

O padre Carlos Cabecinhas, reitor do Santuário de Fátima, disse hoje, na celebração da Missa, que “Maria está sempre junto da cruz de cada um”.

“Porque Ela é nossa mãe, ensombrados pelo terror da guerra recorremos a Ela para que através da sua intercessão junto do filho nos devolva a paz”, acrescentou.

Foto: Santuário de Fátima

O sacerdote assinalou que Fátima “correspondeu de imediato” ao pedido da Igreja Católica na Ucrânia.

A imagem vai partir de Lisboa para Cracóvia, na Polónia, onde será acolhida e transportada pela comunidade greco-católica de Lviv.

A Imagem nº 13 é uma réplica da Imagem número 1, desenhada e concebida de acordo com instruções da Serva de Deus, Irmã Lúcia de Jesus e coroada solenemente pelo arcebispo de Évora, em 13 de maio de 1947.

Desde o dia 21 de fevereiro que, diariamente, e a pedido do cardeal D. António Marto, se estabeleceu uma corrente de oração a partir de Fátima “pedindo o regresso da paz” para a Ucrânia.

O Santuário anunciou, ainda, a 25 de fevereiro, o envio de uma ajuda financeira canalizada através da Cáritas Portuguesa para a ajuda humanitária.

OC

Partilhar:
Share