Números divulgados em encontro anual com hoteleiros

Foto: Santuário de Fátima

Fátima, 06 fev 2020 (Ecclesia) – O Santuário de Fátima acolheu 6,3 milhões de peregrinos em 2019, revelou hoje a instituição após o encontro anual com hoteleiros.

Os dados dizem respeito às pessoas que participaram nas mais de 10 mil celebrações do programa oficial ou nas de cariz particular.

Os números, refere o santuário nacional, “confirmam a tendência para a estabilização das peregrinações à Cova da Iria” seja de forma organizada ou de maneira informal.

“Uma das primeiras conclusões a que se chega é que o número de peregrinos que diariamente chega ao Santuário e participa pelo menos numa celebração, é muito superior aquele que se regista nos serviços, embora quer num quer noutro caso apresente uma ligeira diminuição em relação ao ano de 2018, o que já era expectável, depois do ‘boom’ do centenário que chegou quase aos dois dígitos”, assinala uma nota divulgada pelos serviços de comunicação de Fátima.

Os grupos provenientes de Espanha (565), de Itália (340) e da Polónia (254) continuam a ser os mais expressivos, numericamente, mas o Santuário de Fátima destaca a presença crescente de grupos asiáticos – 476, num total de 15 102 peregrinos, ao longo de 2019.

As peregrinações internacionais de maio e outubro, bem como a Peregrinação Nacional dos Motards, em setembro, são momentos destacados pelo santuário da Cova da Iria.

Mais de 1,2 milhões dos peregrinos que estiveram em Fátima visitaram a exposição permanente Fátima Luz e Paz, no Museu do Santuário; a Casa Museu de Aljustrel; as casas onde nasceram Francisco e Jacinta Marto e Lúcia de Jesus e, ainda, a exposição temporária Capela Múndi, que evocou o centenário da construção da Capelinha das Aparições.

A Capelinha das Aparições, juntamente com o Recinto de Oração e as Basílicas continuam a ser os locais mais visitados pelo maior número de peregrinos.

OC

Partilhar:
Share