Igreja promove dia mundial de oração pelas vítimas

Cidade do Vaticano, 06 fev 2020 (Ecclesia) – O Papa denunciou o tráfico de pessoas associado às migrações, numa mensagem divulgada hoje pelo Vaticano em que apresenta a sua intenção de oração mundial para o mês de fevereiro.

“Frequentemente, os migrantes são vítimas do tráfico de pessoas. Entre outras causas, isto acontece pela corrupção daqueles que estão dispostos a fazer qualquer coisa para enriquecer”, refere Francisco, no ‘Vídeo do Papa’, uma iniciativa mensal com divulgação através da internet.

“O dinheiro dos seus negócios sujos e dos seus delitos é dinheiro manchado de sangue. Não estou exagerando: é dinheiro manchado de sangue”, acrescenta.

O Papa pede orações para que “o clamor dos irmãos migrantes vítimas do tráfico criminoso de pessoas seja escutado e considerado”.

Em comunicado enviado à Agência ECCLESIA, a Rede Mundial de Oração do Papa (RMOP) sublinha que “Francisco chama a atenção para a situação de milhares de homens e mulheres migrantes que frequentemente são vítimas de tráfico humano”

Segundo o Relatório da Migração Global 2020, divulgado pela Organização Internacional para as Migrações, existem cerca de 272 milhões de migrantes internacionais (pessoas que residem num país diferente do país onde nasceram); o Relatório Mundial sobre Tráfico de Pessoas 2018, apresentado em janeiro de 2019, em Viena, dá conta de um aumento do número de vítimas de tráfico de seres humanos.

A edição de fevereiro de “O Vídeo do Papa” foi produzida pela RMOP, ligada aos Jesuítas, em colaboração com a Secção de Migrantes e Refugiados do Dicastério para a Promoção do Desenvolvimento Humano Integral (Santa Sé), responsável pelas Orientações Pastorais sobre o Tráfico de Pessoas.

Este sábado, a Igreja Católica promove a Jornada Mundial de Oração e Reflexão Contra o Tráfico de Pessoas, promovida pela Talitha Kum, a Rede Internacional da Vida Consagrada contra o tráfico de pessoas, que inclui uma campanha que tem a hashtag #PrayAgainstTrafficking.

As comunidades católicas são convidadas a promover uma vigília de oração, a 8 de fevereiro, com textos disponíveis online em várias línguas, incluindo o português.

No Vaticano, este domingo, vai decorrer a caminhada “Juntos contra o tráfico”, que se conclui na Praça de São Pedro com a participação na oração do ângelus, presidida pelo Papa Francisco.

OC

 

Partilhar:
Share