Fátima, 11 ago 2021 (Ecclesia) – O Santuário de Fátima vai receber a 12 e 13 de agosto a peregrinação internacional tradicionalmente dedicada aos migrantes, este ano com a presidência do cardeal Jean-Claude Hollerich, arcebispo do Luxemburgo

“As regras de segurança mantêm-se no Santuário de Fátima devendo ser observado o distanciamento físico entre peregrinos que não provenham do mesmo agregado familiar, o uso obrigatório da máscara e a frequente higienização das mãos. As entradas e saídas dos espaços estão assinaladas pelo que devem ser observadas as várias indicações sinaléticas”, informa a instituição católica.

A peregrinação aniversária de agosto é conhecida como “Peregrinação dos Emigrantes”.

D. Jean-Claude Hollerich, presidente da Comissão das Conferências Episcopais da União Europeia (COMECE), “mantém com a comunidade portuguesa uma relação de grande proximidade”, destaca o Santuário de Fátima.

A peregrinação inicia-se no dia 12 com a recitação do Rosário, às 21h30; segue-se a Procissão das Velas e depois a celebração da Palavra no altar do recinto.

No dia 13, às 09h00, haverá de novo a oração do Rosário e às 10h00 a Missa, com a tradicional Palavra ao Doente que será proferida pela diretora da Obra Católica das Migrações, Eugénia Quaresma; a peregrinação termina com a Procissão do Adeus

Nesta celebração, a que acorrem milhares de emigrantes de férias em Portugal, vai realizar-se a entrega de trigo a Nossa Senhora, no momento do ofertório da Missa do dia 13, uma prática iniciada pelos paroquianos de Leira, da Acão Católica, que completa este ano o seu 81.º aniversário.

A Igreja Católica em Portugal está a celebrar de 8 a 15 de agosto a 49ª Semana Nacional de Migrações, com o tema ‘Rumo a um nós cada vez maior’.

“É tempo de reconstruir a partir de um tempo forte de espiritualidade como aquele que nos oferece este santuário altar do mundo, onde sentimos que temos mãe a quem confiar as nossas angústias, chorar as nossas mágoas, retemperar as nossas energias, renovar a nossa esperança”, assinala Eugénia Costa Quaresma, em nota enviada à Agência ECCLESIA.

OC

Partilhar:
Share