Visita está marcada para janeiro de 2020

Fátima, 06 ago 2019 (Ecclesia) – A Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima vai estar de visita pela primeira vez à Nicarágua, na América Central, a pedido do bispo de Jinotega, na região centro do país.

Numa carta divulgada pelo gabinete de comunicação do Santuário de Fátima, D. Carlos Enrique Herrera realça que a Diocese de Jinotega é marcada por “um grande amor e devoção à Virgem de Fátima e às aparições marianas”.

Aquele responsável classifica assim esta visita como um momento de “grande riqueza espiritual” para todas as comunidades daquela região da Nicarágua e diz esperar que esta peregrinação possa assumir um caráter “nacional”, envolvendo todos os fiéis católicos do país.

A deslocação da Imagem n.6 da Virgem Peregrina de Fátima, como refere o santuário da Cova da Iria, está marcada para janeiro de 2020.

Trata-se de uma visita inédita da Imagem Peregrina, mas que vem dar seguimento a uma devoção antiga naquele território do continente americano.

É que, de acordo com o jornal ‘Voz da Fátima’, no ano de 1984 já é possível encontrar um “registo da oferta e bênção de uma Imagem de Nossa Senhora de Fátima que haveria de ser enviada para a Nicarágua”, por intermédio do então bispo de Leiria-Fátima, D. Alberto Cosme do Amaral.

No início do próximo ano, a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima permanecerá durante um tempo na Nicarágua e depois regressará a Portugal e ao Santuário.

Criada em 1891, a Diocese de Jinotega conta com 460 mil habitantes, 65 por cento dos quais católicos, a maioria concertados em zonas rurais.

O território para onde seguirá a Imagem Peregrina de Fátima está dividido em quatro zonas pastorais, com 14 paróquias e 4 curatos, que contam com 30 sacerdotes.

JCP

Partilhar:
Share