Tratam-se das comunidades de vida contemplativa das Monjas de Belém e das Monjas da Ordem da Imaculada Conceição

Créditos: © Orlando Almeida

Évora, 30 ago 2018 (Ecclesia) – Duas comunidades religiosas femininas de vida contemplativa da Arquidiocese de Évora vão viver esta sexta-feira e sábado um momento especial, com o acolhimento de novas vocações no meio das respetivas congregações de vida consagrada.

De acordo com informações avançadas à Agência ECCLESIA, este dia 31 de agosto a comunidade das Monjas de Belém, no Couço, vai celebrar a “profissão perpétua da irmã Rayati, Marta de Jesus Marçal Gamboa, da Diocese de Lisboa”.

A iniciativa irá decorrer na capela do Mosteiro, a partir das 18h00, presidida por D. José Alves.

“Como é costume na Família Monástica de Belém, a profissão perpétua, em que a monja diz o seu sim até à morte, é celebrada no silêncio e na solidão, na presença apenas da comunidade e do Bispo celebrante”, explica a congregação.

Que convida todos os católicos a “unirem-se espiritualmente” a este momento, com a sua oração.

No sábado de manhã, será a vez da congregação das Monjas da Ordem da Imaculada Conceição estarem em festa, “com a tomada de hábito da jovem Dina Correia”, e também a “Profissão de Votos Temporários de Joana Filipa da Silva”, também presidida por D. José Alves, a partir das 11h30.

Para as religiosas, esta é uma ocasião “de louvor e ação de graças pela entrega de duas irmãs que, escutando a voz de Cristo, se querem entregar cada dia mais a Deus e aos irmãos na vida contemplativa”.

“É um momento de enriquecimento para a Igreja universal e também para a nossa Igreja eborense, sendo, por isso, um motivo de júbilo e de alegria para todos nós”, refere a congregação feminina, na nota enviada à Agência ECCLESIA.

JCP

Partilhar:
Share