D. Francisco Senra Coelho incentiva fiéis a continuarem a ser «Discípulos Missionários»

Foto: Arquidiocese de Évora

Évora, 01 mar 2019 (Ecclesia) – O arcebispo de Évora informa que a renúncia quaresmal é para os “irmãos e irmãs da Venezuela”, cujas necessidades “são testemunhadas pelos constantes apelos” dos bispos desse país, na sua primeira Mensagem Quaresmal à arquidiocese do alto-alentejo.

“Convido-vos a abrir os olhos do vosso coração e a fazer deste gesto de comunhão um abraço que encoraje e faça sentir a nossa presença junto dos mais necessitados daquele povo irmão, a quem nos unem tantos laços de convivência migratória”, escreve D: Francisco Senra Coelho.

Na mensagem enviada à Agência ECCLESIA, o arcebispo de Évora realça que os atuais “tempos de purificação” pedem “oração e compromisso missionário”.

A Renúncia Quaresmal eborense vai ser enviada aos “Irmãos e Irmãs da Venezuela”, que têm “necessidades testemunhadas” pelos “constantes apelos” do Episcopado daquele país, através da Cáritas Portuguesa.

“A nossa fidelidade a Cristo e entrega à Comunidade Cristã são a primeira resposta aos desafios que vivemos”, observa, assinalando que são convidados a “alargar a tenda do coração” e a olhar para os irmãos “em dificuldade com o mesmo olhar de Cristo”.

A Quaresma é um tempo de 40 dias marcado por apelos ao jejum, partilha e penitência de preparação para a Páscoa, a principal festa do calendário cristão, este ano dia 21 de abril,

Na sua mensagem, D. Francisco Senra Coelho convida “todos os cristãos a valorizar” a “oração pela escuta mais atenta e assídua da Palavra de Deus”, pela vivência dos Sacramentos da Eucaristia e da Reconciliação, pela “prática dos atos de piedade tradicionais” – adoração, Via Sacra e Oração do Rosário.

O arcebispo recorda “a valorização” que devem “colocar na vivência do Lausperene Quaresmal”, programado para as paróquias e os tempos de retiro e peregrinação que podem organizar enquanto paróquias, grupos e movimentos eclesiais.

‘Discípulos missionários em tempo de Quaresma’ é o tema da mensagem para a Arquidiocese de Évora “em comunhão” com o Papa Francisco e com a Igreja universal, que convocou um mês missionário extraordinário para outubro de 2019, e unida à Igreja em Portugal que vive o atual Ano Pastoral 2018-19 em “renovação missionária”.

Na mensagem também publicada no sítio online da arquidiocese, D. Francisco Senra Coelho assinala que em tempo de Quaresma, que este ano começa no próximo dia 6 – quarta-feira de Cinzas, podem “retomar” quatro propostas de “crescimento e amadurecimento” – “encontro pessoal com Cristo, testemunho de vida, formação e caridade missionária” -, apresentadas pelo Papa e fazer delas uma “estrada de compromisso e conversão” que levem à Páscoa da Ressurreição.

CB/PR

Partilhar:
Share