Açores: Romeiros de São Miguel realizam retiro anual dedicado ao tema da paz

Romarias Quaresmais regressam nas ilhas de São Miguel, Terceira e Graciosa

Angra do Heroísmo, Açores, 25 jan 2023 (Ecclesia) – Os Romeiros de São Miguel, na Diocese de Angra, vão regressar às Romarias Quaresmais, os ranchos vão percorrer as estradas da ilha açoriana entre 25 de fevereiro a 6 de abril, este domingo, têm o retiro anual, em Lagoa.

O Movimento de Romeiros de São Miguel informa que o seu retiro anual, que reúne as direções dos ranchos e todos os romeiros que queiram participar, tem como tema ‘A Paz é o Caminho’, e vai ser orientado pelo padre José Júlio Rocha, assistente da Comissão Diocesana Justiça e Paz.

O encontro de reflexão e meditação começa às 08h30 e termina às 17h00 locais, deste domingo, 29 de janeiro, na escola Secundária da Lagoa, na Ribeira Grande, lê-se no programa divulgado online.

Os Romeiros de São Miguel vão regressar este ano às Romarias Quaresmais, entre 25 de fevereiro a 6 de abril, do primeiro sábado da Quaresma até à Quinta-feira Santa, três anos depois de terem sido interrompidas e posteriormente canceladas devido à pandemia Covid-19; Em 2020, saíram apenas os primeiros ranchos.

Grupos de homens percorrem a pé a maior ilha do arquipélago dos Açores (São Miguel) durante uma semana passando por todos os “templos” de pedra dedicados ao culto mariano, do nascer ao por do sol, no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio, dormindo e comendo apenas daquilo que a caridade lhes dá, desde o primeiro sábado da Quaresma até Quinta-feira Santa.

O portal online ‘Igreja Açores’, da Diocese de Angra, destaca que o regresso das Romarias Quaresmais coincide com a chegada do novo bispo diocesano, D. Armando Esteves Domingues, que tomou posse no dia 15 de janeiro.

“Nós temos uma forte esperança de que seremos apreciados e abraçados pelo nosso novo bispo. Temos toda a disponibilidade e vontade de encetar este novo caminho com esperança, com renovada colaboração dentro do que considerar conveniente e oportuno, para o ajudar a compreender a nossa realidade eclesial, social e cultural da diocese”, disse o responsável dos Romeiros, João Carlos Leite.

O Movimento de Romeiros de São Miguel está a comemorar os ‘500 anos das Romarias Quaresmais’ neste ano pastoral 2022/2023, com um programa diversificado de celebração, formação, convívio e peregrinação, que teve início a 1 de outubro de 2022.

Das diversas iniciativas destaca-se o regresso da iniciativa solidária ‘dádiva de sangue’, realizada em colaboração com o Serviço de Hematologia do Hospital do Divino Espírito Santo, e a participação na Missa do Senhor Santo Cristo e na procissão, respetivamente nos dias 13 e 14 de maio.

O ano pastoral vai terminar com as reuniões realizadas nas ouvidorias de São Miguel, entre 26 de abril e 17 de maio, mas o programa comemorativo e celebrativo dos ‘500 anos das Romarias Quaresmais’ realiza-se até outubro, e estão previstos dois festivais, um de música pela paz e outro de sopas, em junho e julho, respetivamente, e um trilho pela paz, em agosto.

Existem ranchos de romeiros na ilha Terceira, onde caminham durante cinco dias, na Graciosa, no Canadá e nos Estados Unidos da América; São compostos por homens, mas existam grupos de mulheres em São Miguel e na Ilha Terceira.

O sítio online ‘Igreja Açores’ informa que nas ilhas Terceira e Graciosa também se vão realizar as romarias Quaresmais: Três ranchos – um de homens e dois de mulheres -, na ilha Terceira, ligados ao Santuário de Nossa Senhora da Conceição, que já iniciaram a preparação espiritual.

CB

 

Açores: Romarias Quaresmais de São Miguel celebram 500 anos com determinação na candidatura a património da humanidade

Partilhar:
Share

Data

29 Jan 2023
Expired!

Horário

8:30 - 17:00
Categoria

Últimas