Iniciativa reuniu centenas de milhares de pessoas em Washington

Lisboa, 24 jan 2020 (Ecclesia) – O presidente norte-americano Donald Trump discursou hoje na ‘Marcha pela Vida’, iniciativa anual contra o aborto que levou centenas de milhares de pessoas a Washington, capital dos EUA.

O primeiro chefe de Estado em exercício a falar ao vivo nesta manifestação apresentou como “defensor” das crianças por nascer.

“Juntos, somos a voz dos sem voz”, declarou, perante a multidão que acompanhou a sua intervenção, manifestando “orgulho” por participar numa iniciativa que reúne “americanos de todas as ascendências”.

“É a vossa geração que está a tornar a América uma nação pró-família e pró-vida”, disse aos jovens.

“Cada pessoa é digna de proteção e, acima de tudo, sabemos que cada alma humana é divina e que cada vida, nascida ou nascitura, é feita à imagem de Deus todo poderoso”, concluiu.

A «March for Life» teve hoje lugar em Washington, na 47ª edição de um encontro anual que se realiza desde a legalização do aborto nos EUA, promovida em 1974 após a decisão do Supremo Tribunal de Justiça no caso ‘Roe vs. Wade’.

A iniciativa visa a defesa das crianças por nascer, contestando a legalização ao aborto.

A marcha foi antecedida por uma vigília de oração pela vida, promovida pela Conferência Episcopal dos Estados Unidos da América (USCCB), presidida pelo arcebispo de Kansas City, D. Joseph F. Naumann.

“Onde quer que uma vida seja ameaçada ou a dignidade de uma pessoa humana seja diminuída, temos – como indivíduos e como Igreja – de sair em defesa dos que não se podem defender”, declarou o presidente do Comité para as atividades pró-vida da USCCB, no santuário nacional da Imaculada Conceição, em Washington.

OC

Partilhar:
Share