«É contrário aos valores americanos e cristãos» – escreveu D. Daniel DiNardo ao presidente Donald Trump

Washington, 18 jul 2019 (Ecclesia) – O presidente da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos da América disse que as medidas governamentais sobre migração são contrárias “aos valores americanos e cristãos” e pediu a Donald Trump para reconsiderar essas ações que “criam pânico”.

“Condeno tal abordagem que criou um clima de medo nas nossas paróquias e comunidades em todo o país; É contrário aos valores americanos e cristãos tentar impedir que as pessoas migrem quando estão a fugir para salvar as suas vidas e encontrar segurança para as suas famílias”, afirma o cardeal Daniel DiNardo.

Na informação publicada no sítio online da Conferência dos Bispos Católicos dos EUA, o seu presidente enviou uma mensagem a Donald Trump a pedir “para reconsiderar”.

“Peço que as pessoas que fogem por suas vidas tenham permissão para buscar refúgio nos EUA e que todos aqueles que enfrentam procedimentos de remoção tenham o devido processo. Todos os que estão em ou dentro de nossas fronteiras devem ser tratados com compaixão e dignidade. Além disso, uma solução justa para esta crise humanitária deve-se concentrar em abordar as causas que obrigam as famílias a fugir e aprovar uma reforma humana de nosso sistema de imigração”, escreveu ao presidente dos Estados Unidos da América.

D. Daniel DiNardo assinala que vão acrescentar “mais barreiras à capacidade dos requerentes de asilo” para a proteção da vida e “foge ao dever moral” do país, bem como, “impedirá que os Estados Unidos assumam o papel de liderança habitual na comunidade internacional”.

Papa Francisco e o cardeal diNardo

“As ações de fiscalização, como as previstas pela agência de Imigração e Alfândega, separam as famílias, causam o sofrimento inaceitável de milhares de crianças e seus pais e criam pânico generalizado em nossas comunidades”, observa o arcebispo de Galveston-Houston.

O cardeal norte-americano lembra também que o Papa Francisco destaca que “a presença de migrantes e refugiados – e de pessoas vulneráveis ​​em geral – é um convite para recuperar algumas das dimensões essenciais da existência cristã e humanidade que corre o risco de ser negligenciada numa sociedade próspera”, na mensagem para o Dia Mundial dos Migrantes e Refugiados 2019.

CB/PR

Partilhar:
Share