Símbolos da Jornada Mundial da Juventude visitaram as nove ilhas da Diocese de Angra

Símbolos da JMJ - Açores

Lisboa, 09 jul 2022 (Ecclesia) – De 26 de maio a 28 de junho, a Cruz e o Ícone mariano da Jornada Mundial da Juventude, percorreram cada uma das ilhas do arquipélago dos Açores, na nona etapa da sua peregrinação pelas dioceses portuguesas.

Para os responsáveis do Comité Organizador Diocesano (COD), esta foi uma experiência que revitalizou uma dinâmica já em marcha que prepara a Jornada de Lisboa em 2023.

O padre Norberto Brum reconhece que “a dispersão geográfica da diocese não facilita a proximidade e a união, porém, a peregrinação dos símbolos gerou essa comunhão e foi uma experiência de unidade com a Igreja universal” reconhece o coordenador do COD.

D. Américo Aguiar que tem acompanhado esta peregrinação dos símbolos pelas dioceses portuguesas reconhece que as suas expetativas já foram ultrapassadas.

O presidente da Fundação JMJ Lisboa 2023 afirma que “é preciso ir ao encontro do coração de tantos e tantos jovens que vêm ao nosso encontro e que não estão connosco no dia a dia da vida da Igreja e das comunidades” salienta.

A ilha de S. Miguel acolheu a reta final deste itinerário que é tema para o programa 70X7 deste domingo, emitido na RTP2 às 17h30.

HM

Açores: Mais do que «um facto para a história», peregrinação dos símbolos da JMJ é motivadora para uma «mudança de página» (c/fotos)

 

Partilhar:
Share