Lisboa, 02 set 2020 (Ecclesia) – O Instituto de Ciências da Saúde, da Universidade Católica Portuguesa (UCP), tem abertas as candidaturas para o mestrado em Língua Gestual Portuguesa e Educação para Surdos “único em Portugal, oferece formação especializada”, em regime b-learning.

Num comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, o Instituto de Ciências da Saúde informa que o seu mestrado em Língua Gestual Portuguesa e Educação de Surdos, “único em Portugal”, oferece uma “formação especializada” na área da Língua Gestual Portuguesa, da Surdez, do Bilinguismo Bimodal e da Educação de Surdos.

O mestrado, em regime b-learning, destinado a licenciados nas áreas da Língua Gestual Portuguesa, Ciências da Educação, Tradução e Interprete em Língua Gestual, Medicina ou Ciências Médicas, Psicologia, Terapia da Fala, mas podem candidatar-se titulares de outras licenciaturas.

O Instituto de Ciências da Saúde explica que pretende formar recursos humanos “altamente qualificados nas temáticas da surdez em geral” e em particular os estudantes do ramo de investigação, do ramo educação, e que os estudantes de tradução e interpretação desempem “um papel qualificado no que respeita a tradução para LGP e para língua portuguesa e língua inglesa”.

O instituto da UCP assinala que a surdez “limita a aquisição e a aprendizagem de uma língua oral/escrita” e “dificulta a integração” da pessoa surda numa sociedade constituída maioritariamente por pessoas ouvintes.

“A aquisição e a aprendizagem de uma língua gestual e de uma língua oral/escrita adaptada às características da pessoa surda promoverão o seu crescimento através do seu desenvolvimento linguístico e sociocognitivo pessoal, facultando-lhe as capacidades para integração na sociedade”, desenvolve no contexto do mestrado em Língua Gestual Portuguesa e Educação para Surdos.

CB

Partilhar:
Share