D. João Lavrador afirmou que a «Academia é construtora privilegiada de uma sociedade nova»

Angra do Heroísmo, Açores, 16 out 2020 (Ecclesia) – O bispo de Angra incentivou os estudantes do Ensino Superior à “abertura fraterna, particularmente aos pobres e excluídos” e afirmou que a “Academia é construtora privilegiada de uma sociedade nova”, falando na Missa de abertura do novo ano letivo, na Universidade dos Açores.

“Os estudantes, preparando o querem ser e fazer na sociedade, devem inserir no seu projeto de vida valores cristãos como a abertura fraterna aos outros, particularmente aos pobres e excluídos”, disse D. João Lavrador, na igreja de Nossa Senhora de Fátima, em Ponta Delgada, ilha de São Miguel.

O sítio online diocesano ‘Igreja Açores’ informa que na celebração foram apresentados os símbolos dos cursos da Universidade dos Açores, em oração para que o senhor abençoe cada um no seu percurso, segundo nota do responsável da Pastoral Universitária.

O bispo de Angra incentivou os estudantes universitários a que “na sua criatividade, descubram o Jesus Cristo que está na Academia, nas casas, nas ruas, na vida das pessoas”.

“A colocarem esse mesmo Jesus Cristo, Homem Novo, nas redes sociais e nos meios digitais; e a proporem à equipa da Pastoral Universitária temas e atividades que coloquem a iluminar a sabedoria humana, a luz de Deus como suprema sabedoria”, acrescentou na Missa que presidiu esta quarta-feira.

No contexto dos “tempos difíceis” que se estão a viver, D. João lavrador afirmou que a “Academia é construtora privilegiada sociedade” e “pode ser construtora da nova humanidade”.

O bispo de Angra recordou limitações que a pandemia originada pelo coronavírus Covid-19 está a impor e salientou a necessidade de um “mundo diferente”, uma “civilização do amor”, como propôs São João Paulo II, ou a “amizade social” que propõe o Papa Francisco na nova encíclica ‘Fratelli Tutti’.

“Essa ‘amizade social’ tem de excluir o egoísmo e fomentar o cuidado fraterno e a corresponsabilidade pelo presente e pelo futuro”, afirmou D. João Lavrador, divulga o sítio online ‘Igreja Açores’.

A Eucaristia presidida pelo bispo de Angra foi concelebrada pelo diretor do Serviço Diocesano da Pastoral Universitária, o padre Paulo Vieira, e pelo pároco da paróquia de Nossa Senhora de Fátima, o padre Norberto Brum, e contou com a participação de estudantes, professores e elementos da Reitoria da Universidade dos Açores.

CB

Partilhar:
Share