António Cordeiro, responsável do setor, explica a necessidade da criatividade para «corresponder aos novos desafios» da pandemia


Lisboa, 25 jan 2021 (Ecclesia) – O professor António Cordeiro, responsável pelo setor de Educação Moral e Religiosa Católica, do Secretariado Nacional da Educação Cristã (SNEC), disse hoje que a disciplina tem novos recursos, fruto de um “trabalho colaborativo”, face à pandemia.

“Quando se vê interrompida uma relação presencial, num caminho de aprendizagem, há que trazer a criatividade e corresponder ao novos desafios; depois do primeiro confinamento ficou claro que os conteúdos lançados teriam de ter uma continuidade”, explica, em declarações à Agência ECCLESIA.

António Cordeiro afirma que os novos recursos são propostas focadas maioritariamente nas metas do domínio “Cultura cristã e visão cristã da vida” e resulta de “trabalhos colaborativos” de um conjunto de pessoas. 

“Foi uma experiência muito enriquecedora, o que pode incentivar os professores a terem também este comportamento de interajuda e trabalho cooperativo”, aponta. 

Num segundo confinamento e com as aulas suspensas, o responsável refere a “necessidade de corresponder aos novos desafios na educação” e estes recursos foram pensados do 1º ciclo ao secundário.

“Olhando o futuro estamos a ver que possa haver um ensino misto mas estes recursos podem até manter a proximidade com alunos, servindo no entanto para qualquer momento, sendo mais um recurso possível, porque estão alinhados com o programas e aprendizagens essenciais”, esclarece.

Os recursos são fruto do serviço e dedicação da equipa nacional de professores destacados pelo SNEC para apoio à EMRC, bem como de parcerias promotoras de ações que reafirmam um caminho comum.

SN

Partilhar:
Share