Foto: Diocese de Aveiro

Aveiro, 21 jan 2021 (Ecclesia) – A Igreja do Carmo (Vera-Cruz), em Aveiro, acolheu esta quarta-feira uma cerimónia ecuménica, com transmissão online, para assinalar a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, que decorre até 25 de janeiro.

A celebração foi presidida por D. António Moiteiro, bispo de Aveiro, e pelo pastor Eduardo Conde, da Igreja Evangélica Metodista de Aveiro.

O responsável católico convidou a olhar para lá da experiência da “divisão”.

“É a caridade, para onde caminhamos, que deve ser o foco, a preocupação de todas as Igrejas”, indicou D. António Moiteiro.

O bispo de Aveiro deixou votos de que todos consigam “ler os sinais que Deus vai dando” e a vivência cristã “produza frutos”.

A Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos de 2021 tem como tema ‘Permanecei no meu amor e produzireis muitos frutos’, uma passagem do Evangelho de São João.

O pastor Eduardo Conde afirmou, na sua intervenção, que viver em função do outro é o “grande desafio da fé cristã”.

Para o responsável cristão, onde existe amor não há lugar “para outros sentimentos ou valores que perturbem a dignidade humana, a paz, a vida plena que Deus deseja para cada um”.

O ‘oitavário pela unidade da Igreja’, hoje com outra denominação, começou a ser celebrado em 1908, por iniciativa do presbítero anglicano norte-americano Paul Wattson que mais tarde se converteu ao catolicismo.

Ecumenismo é o conjunto de iniciativas e atividades que favorecem o regresso à unidade dos cristãos; as principais divisões entre as Igrejas Cristãs ocorreram no século V, depois dos Concílios de Éfeso e de Calcedónia – Igreja Copta, do Egito, entre outras; no século XI com a cisão entre o Ocidente e o Oriente – Igrejas Ortodoxas -; no século XVI, com a Reforma Protestante e depois a separação da Igreja de Inglaterra (Anglicana).

OC

Partilhar:
Share