«Renovar o ‘Oikos’ de Deus, a casa comum que partilhamos, é um conceito que une toda a família humana», assinala o cardeal Angelo Bagnasco e o reverendo Christian Krieger

St Gallen, Suíça, 27 ago 2021 (Ecclesia) – O Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE) e da Conferência das Igrejas Europeias (CEC) convidam os cristãos a celebrar ‘o tempo da criação’, “com espírito ecuménico, unidos na oração e na ação”, de 1 de setembro a 4 de outubro.

“Convidamos todos os cristãos nas Igrejas da Europa, paróquias, comunidades eclesiais e todas as pessoas de boa vontade a observar e celebrar o ‘Tempo da Criação’ com espírito ecuménico, unidos na oração e na ação”, lê-se na declaração conjunta enviada à Agência ECCLESIA.

Na mensagem ‘Uma casa para todos? Renovando o Oikos de Deus’, os presidentes do CCEE e da CEC, respetivamente cardeal Angelo Bagnasco e reverendo Christian Krieger, explicam que a palavra grega ‘Oikos’ transmite o significado de “casa”, do que “é doméstico e familiar, tudo o que é objeto de cuidado”, representando um interesse comum e também uma responsabilidade partilhada.

“Renovar o ‘Oikos’ de Deus, a casa comum que partilhamos, é um conceito que une toda a família humana na procura por um desenvolvimento integral e sustentável com justiça partilhada”, acrescentam.

Os responsáveis cristãos explicam que este desenvolvimento exige uma “relação de melhor qualidade com o Criador da vida humana”, com os outros e com a natureza.

O Conselho das Conferências Episcopais da Europa e a Conferência das Igrejas Europeias explicam que a resposta para a pergunta ‘uma casa para todos?” deve ser construída com “boa vontade e compromisso concreto com a renovação do Oikos de Deus todos os dias”.

Os dois organismos convidam também os cristãos da Europa a rezar pelo encontro das Nações Unidas sobre Biodiversidade, que agora foi adiado 2022 (25 de abril a 08 de maio, em Kunming, na China), e a COP 26 (Cimeira do Clima), agendada para dezembro, em Glasgow, – para que “possam dar os passos necessários que a emergência climática exige”.

Neste contexto, D. Angelo Bagnasco e o reverendo Christian Krieger assinalam que muito dos contributos que as Igrejas na Europa oferecem à comunidade internacional encontram origem “nas iniciativas corajosas e nas boas práticas” das comunidades eclesiais.

O ‘tempo da criação’ começa na próxima quarta-feira, 1 de setembro, Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, e termina a 4 de outubro, quando a Igreja Católica celebra a festa litúrgica de São Francisco de Assis.

CB

 

Partilhar:
Share