Junto dos responsáveis D. Jorge Pina Cabral, da Igreja Lusitana, e D. Armando Esteves Domingues, da Igreja católica, vamos perceber que o «Eco igrejas Portugal», o memorando de entendimento que junta as Igrejas cristãs em critérios de sustentabilidade e numa reflexão eco teológica, não é um conjunto de receitas, mas um convite à análise da realidade local, percebendo quais os seus desafios e como desencadear ações que possam transformar a vida.

 

Partilhar:
Share