Iniciativa da Fundação Fé e Cooperação na Mesquita de Lisboa

Lisboa, 16 out 2017 (Ecclesia) – A Fundação Fé e Cooperação (FEC), da Igreja Católica em Portugal, vai realizar hoje, em conjunto com a Comunidade Islâmica de Lisboa, a iniciativa “Todos à Mesa por uma Mesa para Todos”.

O evento, integrado no Dia Mundial da Alimentação, pretende realçar o empenho inter-religioso pelo “Direito Humano à Alimentação”, refere um comunicado da FEC, enviado hoje à Agência ECCLESIA.

Será também uma forma dos participantes se associarem ao Papa Francisco que visitou a sede da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

“Vemos as consequências das mudanças climáticas todos os dias. Graças aos conhecimentos científicos, sabemos como se devem enfrentar os problemas e a comunidade internacional tem elaborado também os instrumentos jurídicos necessários, como, por exemplo, o Acordo de Paris, do qual, infelizmente, alguns se estão a afastar”, disse esta manhã o pontífice.

No seu comunicado, a FEC alerta para o facto de atualmente “mais de 800 milhões de pessoas sofrerem com fome no mundo”, apesar do “planeta produzir alimentos suficientes para todos”.

Uma realidade que “tem vindo a ser agravada por fatores como os conflitos crescentes e prolongados, o efeito das alterações climáticas e o desinvestimento nas zonas rurais”.

O “direito básico” à alimentação “está no coração da Agenda 2030”, dos objetivos traçados ao nível da ONU para o desenvolvimento sustentável.

“Todos somos necessários e responsáveis por não deixar ninguém para trás. Que o nosso lugar à Mesa nos torne conscientes e solidários com todos os que não têm esse lugar”, frisa a FEC.

Na Mesquita de Lisboa vão encontrar-se “em formato de jantar tertúlia, representantes de diferentes confissões religiosas”, com destaque para o presidente da Conferência dos Institutos Religiosos, o padre José Vieira; e o Imã da Mesquita de Lisboa, Sheik Munir.

Estarão também presentes elementos de vários setores empenhados na questão da Alimentação.

Como Francisco Sarmento, responsável pela FAO em Portugal e na CPLP; Eduardo Diniz, da Comissão Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar, e José Paulo Oliveira, especialista em Ciência das Religiões, da Universidade Lusófona e que está à frente do Observatório Lusófono de Atividades Económicas.

A organização espera ainda contar com a presença do Secretário de Estados das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel João de Freitas.

Na moderação do debate, ao longo deste jantar tertúlia, estará o jornalista Joaquim Franco, da estação de televisão SIC.

JCP

Partilhar:
Share