Este tempo não pode ter sido em vão, começa por afirmar Margarida Cordo. Apesar de o ser humano tem ténue memória para a dor, a psicóloga e terapeuta familiar, acredita que o valor do tempo será diferente.
Como caminho explica a importância de ter presente os três tempos do tempo: a depressão é excesso de passado, o stress é excesso de presente e a ansiedade é excesso de futuro.  Escutar o silêncio é o convite dos tempos atuais.

Partilhar:
Share