D. Antonino Dias lembra «dever ético cristão de colaborar com as autoridades de saúde»

Portalegre, 13 mar 2020 (Ecclesia) – O bispo de Portalegre-Castelo Branco lembra o “dever ético cristão de colaborar com as autoridades de saúde e as suas orientações” para “prevenir” o coronavírus Covid-19 e publicou orientações para a sua diocese.

“Temos o dever ético cristão de colaborar com as autoridades de saúde e as suas orientações, avisando, repetida e pedagogicamente, e sem gerar pânico, as nossas comunidades, da necessidade de algumas medidas de etiqueta respiratória e de maior higiene, que ajudam a prevenir a infeção”, escreve D. Antonino Dias.

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) determinou esta sexta-feira a suspensão da celebração comunitária das Missas, até “ser superada atual situação de emergência” e o bispo de Portalegre-Castelo Branco no seu comunicado indica que também “será bom encerrar as Igrejas às visitas turísticas”.

“Pode indicar-se aos cristãos uma forma de ‘estabelecer comunhão’, com Celebrações e momentos de oração em que se permaneça unido, mesmo à distância. Pode indicar-se a Eucaristia dominical através da TV ou, nas Paróquias e Comunidades com mais meios, através dos diretos em facebook”, desenvolve.

Na nota pastoral enviada à Agência ECCLESIA, explica que, “embora acompanhando as indicações das autoridades sanitárias”, neste momento, “não é possível definir bem a forma de Celebração do Tríduo Pascal”.

D. Antonino Dias informa também que “já foram suspensas” as visitas pastorais que estavam em curso no Arciprestado de Ponte de Sor.

O bispo de Portalegre-Castelo Branco refere também que “reduza-se ao indispensável” o atendimento nos cartórios paroquiais, “mesmo que se usem as devidas cautelas de segurança”, bem como as visitas aos idosos e doentes, nas suas casas, – por visitadores de doentes, Ministros Extraordinários da Comunhão, Conferências Vicentinas e outros.

“Temos, entretanto, o dever imperioso de fé e de vida cristã de promover a oração invocando de Deus a força para fazer face ao flagelo da pandemia Covid-19 e implorando-Lhe a vitória sobre esta batalha”, sublinha.

“Rezamos e agimos sanitariamente”, acrescenta D. Antonino Dias.

O primeiro-ministro português anunciou na noite desta quinta-feira, 12 de março, o encerramento das escolas, a partir de segunda-feira (16 de março) por causa da pandemia de coronavírus, medida que será reavaliada a 9 de abril, e, neste contexto, D. Antonino Dias no seu comunicado manda “suspender as catequeses paroquiais e as atividades dos demais grupos paroquiais”.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) atualizou hoje o número de casos confirmados, que passou de 78 para 112, dos quais 107 estão internados.

CB

Covid-19: Conferência Episcopal Portuguesa determina suspensão da celebração comunitária das Missas (c/vídeo)

Partilhar:
Share