«Estamos a encarar estes desafios com muita responsabilidade e humanidade» – Bento Barcelos

Angra do Heroísmo, Açores, 31 mar 2020 (Ecclesia) – O presidente da União das Misericórdias dos Açores disse que os idosos em lares da terceira idade continuam a receber apoio e não há qualquer caso de contágio pelo coronavírus nestas instituições.

“Esta é uma situação tão complexa, difícil, mas para a qual estamos a encontrar a melhor resposta para garantirmos os melhores cuidados a quem precisa de nós”, afirmou Bento Barcelos, em declarações ao sítio online ‘Igreja Açores’, da Diocese de Angra.

O responsável assinalou que estão a fazer um “trabalho que visa acautelar a situação dos mais vulneráveis” nas 23 Santas Casas há valências de maior “sensibilidade e vulnerabilidade”, dado que a maior parte presta apoio a idosos em lar e cuidados continuados.

“Temos procurado reduzir a rotatividade dos funcionários alargando os turnos de 8 para 12 horas para que haja menor rotatividade e os tempos de descanso sejam maiores. A entrada e saída dos funcionários das instituições não se faça com tanta pressão”, explicou, salientando que estão a preservar ao máximo os idosos do contacto com o exterior.

Bento Barcelos referiu que trabalham em articulação com o Governo Regional e considera que o encerramento de creches, jardins de infância, ATL e Centros de dia, aliviou “a pressão” dos serviços permitindo que o foco fossem as valências com internamento.

“Dado o horário de funcionamento ser de 24 horas nestas valências, de estarmos a falar de pessoas com idades avançadas, quase todas dependentes, e com várias histórias de patologias, a situação é muito mais exigente para as misericórdias que vivem esta realidade. Gostaria de afirmar que estamos a encarar estes desafios com muita responsabilidade e humanidade, procurando os melhores cuidados para os nossos utentes”, desenvolveu o responsável, que é também provedor da Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo

O presidente da União das Misericórdias dos Açores destacou que “todas as regras” de higiene, limpeza, salubridade e mobilidade dos funcionários “estão a ser devidamente acautelados”.

“Até agora não houve falhas, mas o mercado não responde com a celeridade que pretenderíamos, nem a preços que gostaríamos, por isso teremos de articular com o Governo Regional e já estamos a tratar do assunto”, refere ainda Bento Barcelos, exemplificando com os consumíveis na área da saúde, seja para proteção dos colaboradores e profissionais seja para a higienização dos espaços, por isso quer uma articulação com os Serviços de Saúde e Segurança Social mais próxima.

O sítio online ‘Igreja Açores’ informa que a maioria dos lares de terceira idade neste arquipélago pertencem ou são geridos pelas Santas Casas da Misericórdia e não há nenhum caso de infeção Covid-19 notificado pela autoridade regional de saúde nos lares.

A Santa Sé, através da Academia Pontifícia para a Vida, alertou para o perigo de discriminação das pessoas idosas no atual contexto de pandemia , numa mensagem divulgada esta segunda-feira.

CB/OC

Partilhar:
Share