Uma iniciativa para «estar perto dos que estão longe» em tempos de distanciamento social

Lisboa, 18 de jul 2020 (Ecclesia) – A Juventude Hospitaleira está a escrever ‘cartas de amor’ aos utentes das casas de saúde dos centros dos irmãos e das irmãs Hospitaleiros, que também respondem, em tempo de distanciamento social causado pela pandemia Covid-19.

“Para não sentirem que nos esquecemos deles por não podermos estar lá”, disse Guilherme Portela, da Juventude Hospitaleira, em declarações à Agência ECCLESIA.

A irmã Margarida Silva, das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus, contextualiza que esta é uma iniciativa dos jovens que “não podem estar em contacto direto” com os utentes dos Centros de Saúde Hospitaleiros e com quem têm “uma relação bastante boa” e as ‘cartas de amor’ são “uma forma de manter este contacto”.

Guilherme Portela assinala que as cartas são enviadas para as unidades de saúde e não para um utente em particular porque “não” quiseram “individualizar”: “Porque depois aquele utente ficava mais triste porque não tinha recebido a carta e outro tinha”.

“Quando se pensou nisto era enviar cartas para a unidade, para mostrar que os jovens estão com eles”, sublinha o jovem Hospitaleiro.

A irmã Margarida Silva assinala que os utentes “são felizes dentro da sua situação” mas quando chegam os jovens “é impressionante” e “muda completamente a sua forma de estar” e, agora, “como estão um bocadinho mais triste por todas as circunstâncias” ao receberem as cartas vão perceber que “os jovens continuam a pensar neles”, e é uma forma de “os manter ligados”, e alguém os vai ajudar “a escrever cartas de resposta aos jovens”.

A religiosa das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus adianta que “alguns jovens já enviaram as cartas” que nos  Irmãos de São João de Deus vão para a sede da pastoral juvenil e no caso das religiosas vão “diretamente para a responsável da pastoral do centro”.

“Depois há um grupo de representantes dos utentes, é uma equipa de utentes, que são capazes de levar a carta à unidade, lê-la e depois escrever e enviar resposta”, acrescenta a irmã Margarida Silva.

A Juventude Hospitaleira, que vive o atual ano pastoral 2019/2020 com o tema ‘Levanta-te, vive a hospitalidade!’, propõe estas ‘Cartas do Amor’ a “todos os jovens Hospitaleiros”, “sozinho ou em grupo”, mas também a outros jovens que “eles queiram convidar”, para “diminuir as distâncias” aos utentes dos centros de saúde ditadas pela pandemia do coronavírus Covid-19.

LS/CB

 

Partilhar:
Share