Em comunhão com diocese local e a Conferência Episcopal Portuguesa

Foto: Folha do Domingo (imagem de arquivo)

Faro, 16 mar 2020 (Ecclesia) – A Diocese do Algarve informa que “várias Igrejas Cristãs” neste território suspenderam os serviços religiosos unindo-se “em comunhão” com a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP).

Na informação enviada à Agência ECCLESIA, a Diocese do Algarve explica que a Igreja Ortodoxa Grego-Católica, as Igrejas Ortodoxas Russa e Romena, e as Igrejas Evangélica (luterana) Alemã e a Anglicana “suspenderam todas as suas atividades religiosas” e as celebrações culturais, durante o período em que a CEP mantiver as suas referidas preventivas à propagação do coronavírus Covid-19.

Aa Igreja Anglicana (Diocese da Europa), dirigiu-se aos seus féis, solidarizando-se com a posição tomada pela Igreja Católica e encorajando todos os seus fiéis à disponibilidade para a oração e para a proteção dos mais vulneráveis.

“Proteger a nossa própria saúde permite que todos nós continuemos disponíveis para pessoas que precisam da nossa ajuda. Tomar precauções contra a propagação da doença alivia o ónus para os profissionais e instalações de saúde”, pode ler-se.

Os pastores Rob Kean e Reid Hamilton, da Capelania de Saint Vincent, salientam que “a oração e a meditação” ajudarão “a manter o foco e a consciência” para lidarem com “mensagens de média confusas e assustadoras”.

“Nesta época da Quaresma, lembrem-se de que a nossa é uma religião de esperança e alegria”, assinalam os pastores Anglicanos que também vão explorar formas “de transmitir na internet a adoração da manhã de domingo”.

Esta foi uma solução que muitas dioceses, paróquias e seminários usaram este domingo para celebrar a Eucaristia com os seus fiéis, depois da “suspensão da celebração comunitária das Missas” determinada pela Conferência Episcopal Portuguesa até “ser superada atual situação de emergência” do Covid-19.

CB

 

Partilhar:
Share