Para apoiar a comunidade a enfrentar e superar os impactos socioeconómicos da pandemia.

Foto Agência ECCLESIA/LFS – Évora

Évora, 18 Jun 2020 (ECCLESIA) – A Fundação Eugénio de Almeida, em Évora, criou um fundo financeiro extraordinário que se destina a apoiar a comunidade a enfrentar e superar os impactos socioeconómicos da pandemia.

Concebido para responder aos problemas emergentes da pandemia, o fundo é constituído por “capitais próprios da Fundação Eugénio de Almeida e vai ser aplicado ao longo do próximo ano e tem uma componente assistencial de ajudas diretas e uma componente operacional através de vários projetos em complementaridade com outras entidades públicas e privadas”, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O fundo integra “um conjunto de 12 medidas articuladas entre si para responder aos principais problemas identificados num diagnóstico de necessidades e impacto social realizado em colaboração com a Universidade de Évora que será monitorizado ao longo deste período para acompanhar de forma dinâmica a evolução do contexto socioeconómico”, lê-se na nota

Para apoiar as famílias a suportar os impactos “mais imediatos e gravosos”, destacam-se as medidas de “ajuda alimentar, através de uma Cozinha Social, e de ajuda financeira, através do apoio social de emergência, cujo objetivo é apoiar financeiramente e de forma transitória as situações de carência dos agregados familiares que tenham registado uma diminuição dos seus rendimentos igual ou superior a 50% como consequência da pandemia”.

Com o objetivo de combater o desemprego e promover o apoio a pessoas desempregadas, o fundo inclui medidas para a capacitação com especial foco nas áreas das tecnologias de informação respondendo aos desafios da transformação digital do mercado de trabalho, em cooperação com o Instituto do Emprego e Formação Profissional.

LFS

Partilhar:
Share