CNIS, DGS e Segurança Social divulgam regras para reabertura

Lisboa, 07 ago 2020 (Ecclesia) – A Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS) anunciou hoje que os Centros de Dia vão retomar a sua atividade a partir de 15 de agosto, “exceto nos casos de funcionamento acoplado com outras respostas sociais”.

O guião com as orientações da Direção-Geral da Saúde (DGS) e Segurança Social para a reabertura das atividades de apoio social foi encaminhada às várias instituições, sublinhando que a mesma de “concretizar-se de forma faseada”.

“Para além do apoio direto prestado à pessoa idosa, estas respostas revestem-se de particular importância no apoio aos cuidadores, tendo em conta as realidades sociais que o envelhecimento apresenta e que se prendem com o aumento da dependência, o isolamento e eventual exclusão por barreiras sociais e físicas. Assim, a reabertura desta resposta social é fundamental”, indica o documento, enviado à Agência ECCLESIA.

A reabertura dos Centros de Dia implica que o regresso dos utentes que integrem grupos de risco seja “previamente submetido a uma avaliação pelo médico assistente, ponderando risco e benefícios”.

As autoridades pedem o respeito do distanciamento físico de cerca de 2 metros entre os utentes e sugerem que, sempre que possível, sejam promovidas atividades no espaço exterior.

O documento apresenta um conjunto de recomendações e medidas de etiqueta respiratória, higiene correta das mãos, controlo ambiental ou atuação perante um caso suspeito, entre várias.

OC

Partilhar:
Share