Catarina António e Teresa Rebelo de Andrade, da Fundação Fé e Cooperação, partem rumo a Glasgow para dar voz aos países mais pobres, na COP26, a cimeira do clima. Em conversa com o Programa ECCLESIA, assumem que levam na bagagem “inquietação e esperança”, porque ainda há tempo de assumir compromissos que preservem o futuro da humanidade.

Partilhar:
Share