Padre Paulo Teixeira evoca memórias da vivência como capelão no São João

Porto, 09 abr 2021 (Ecclesia) – O padre Paulo Teixeira, capelão no Hospital de São João, Porto, partilhou com a Agência ECCLESIA uma história de “ressurreição”, quando batizou um bebé que quase morreu e recuperou após a celebração, junto da incubadora.

“Este sinal é um recomeço, uma ressurreição, uma vida nova. E eu não sei porquê, os médicos também não”, relata o sacerdote.

O responsável cita o Papa Francisco para falar da Igreja como “hospital de campanha”, no qual encontra missões inesperadas e desafiantes.

“Tudo o que contribui para a elevação do nosso eu verdadeiro é bem-vindo”, aponta.

Para o capelão, a figura do padre surge como uma mais-valia para as pessoas, no contexto hospitalar, já que lhes oferece uma “possibilidade de recomeçar”.

“Fico muito feliz”, admite.

A conversa com o padre Paulo Teixeira está em destaque na emissão do programa ECCLESIA, na Antena 1 da rádio pública (22h45), entre segunda e sexta-feira, assinalando a oitava da Páscoa, a maior festa do calendário católico, que celebra a ressurreição de Jesus.

OC

Partilhar:
Share