Inês Oliveira, estudante universitária e membro da organização da iniciativa, refere que este é momento de aproximação dos jovens com a comunidade

Aveiro, 15 jun 2021 (Ecclesia) – Inês Oliveira, estudante universitária e membro da organização da missa académica, da paróquia de Esgueira, na diocese de Aveiro, disse à Agência ECCLESIA que este foi um “mensagem de esperança para todos os universitários”.

“Ao estarmos ali não era so fisicamente mas com uma mensagem de esperança para todos nós, ficámos desmotivados e desanimados, e estarmos ali era para que tivéssemos força e sucesso nos nossos estudos, incentivar os que chegaram e dar ânimo a quem vai entrar no mercado de trabalho”, explicou a jovem estudante.

Inês Oliveira, estudante de Línguas e Relações Empresariais na Universidade de Aveiro, contou que esta missa académica é uma “tradição” da paróquia e costumava ser na missa dos jovens, aos sábados às 19h30, devido à pandemia não aconteceu.

“Esta missa académica junta todos os estudantes da comunidade, ocorre todos os anos mas, devido à pandemia, em 2020 não foi possível acontecer no início do ano letivo, por isso fizemos agora para que os caloiros ainda pudessem participar como caloiros”, refere. 

“As capas espalhadas pelo chão para os caloiros pisarem” ou um “ofertório com símbolos estudantis” são momentos da celebração que já todos esperam.

“Todos os anos é organizado por pessoas diferentes por exemplo este ano tivemos uma vara, para que a partir de agora, cada finalista irá pôr uma fita na vara, com o nome, curso e ano, esta vara que também simboliza o final de um percurso, licenciatura ou mestrado, e tivemos a iniciativa de fazer um pin com a cruz de Santo André,  o nosso padroeiro, para colocar no traje”, conta. 

A celebração aconteceu no fim do mês de maio e contou com 30 estudantes universitários e algumas famílias, devido às limitações impostas pela pandemia. 

“É também uma forma de aproximar a paróquia dos estudantes e puxar os jovens que andam mais afastados, segundo o nosso pároco, padre Armando, é uma forma de unir a fé à ciência, que não deve ser motivo de divisão mas se devem potenciar uma à outra”, partilha. 

As «Conversas na Ecclesia» desta semana têm o mote do final de ano letivo, vão percebendo as várias realidades e os efeitos da pandemia, de segunda a sexta-feira, às 17h00 no site ECCLESIA e às 22h45 no programa de rádio da Antena 1.

SN

Partilhar:
Share