Justin Trudeau esteve reunido com o Papa e o secretário de Estado, cardeal Pietro Parolin

Foto: Vatican Media

Quebeque, 28 jul 2022 (Eccesia) – O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, emitiu hoje um comunicado após as reuniões privadas desta quarta-feira com o Papa e o secretario de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin.

Segundo nota divulgada pelo Governo canadiano, as duas partes “discutiram a necessidade de a Igreja tomar medidas concretas para repatriar artefactos indígenas, fornecer acesso a documentos de escolas residenciais, abordar a doutrina da descoberta e garantir justiça aos sobreviventes, inclusive para o caso Rivoire (o pedido de extradição do padre Johannes Rivoire acusado de abusos sexuais, feito à França),”, refere uma declaração conjunta, divulgada após a reunião.

A Missa que o Papa presidiu hoje no Santuário Nacional de Sainte Anne de Beaupré, no Québec, ficou marcada por um momento de protesto, no início da Eucaristia, quando dois manifestantes seguraram uma faixa pedindo o fim da “doutrina da descoberta”.

A questão liga-se a documentos papais, do séc. XV, utilizados para justificar a apropriação de territórios indígenas, por parte das potências europeias; o conceito chegou a ser aplicado nos processos entre os novos Estados da federação americana e os povos nativos.

O Vaticano recorda a Bula ‘Sublimis Deus’, de Paulo III, de 1537: “Definimos e declaramos que os mencionados índios e todos os outros povos que posteriormente venham a ser descobertos pelos cristãos, de modo algum devem ser privados de sua liberdade e posse dos seus bens”.

O primeiro-ministro Trudeau agradeceu ao Papa Francisco por visitar o Canadá para se encontrar com os povos indígenas nas suas terras ancestrais, “reconhecer as verdades sobre o sistema de escolas residenciais e reconhecer o seu doloroso legado”.

Após o pedido de perdão que o Papa dirigiu aos sobreviventes, suas famílias e comunidades na segunda-feira, em Maskwacis, Alberta, o primeiro-ministro do Canadá, Francisco e o cardeal Parolin discutiram a importância de um “envolvimento contínuo e significativo da Igreja Católica com as Primeiras Nações, Inuítes, e Métis para fazer avançar a cura e a reconciliação”.

Trudeau e Francisco discutiram também “desafios globais sem precedentes”, incluindo  paz e segurança na Ucrânia e os impactos globais da insegurança alimentar, em particular para os mais vulneráveis do mundo.

Já no encontro entre o primeiro-ministro e o secretário de Estado do Vaticano, as duas partes abordaram “questões de migração em massa e mudanças climáticas”, além do reforço das relações bilaterais.

OC

Canadá: Papa reforça pedido de perdão às comunidades indígenas (c/vídeo e fotos)

 

Partilhar:
Share