Francisco deixa o Quebeque e visita Iqaluit, território dos esquimós

Quebeque, Canadá, 29 jul 2022 (Ecclesia) – O Papa encerra hoje a sua viagem ao Canadá, deslocando-se para Iqualuit, junto ao círculo polar ártico, território dos esquimós, para encontrar-se com sobreviventes das escolas residenciais.

A agenda inclui encontros dedicados aos indígenas, jovens e idosos, no Quebeque e em Iqaluit – que abriga o maior número de Inuítes, junto ao Ártico -, além de uma audiência privada a sobreviventes das escolas residenciais.

Francisco começa o dia no Quebeque, antes de um voo de mais de 2 mil quilómetros e 3 horas até ao território de Nunavut, cerca de 300 quilómetros o sul do círculo polar ártico, que alberta a maior comunidade Inuíte.

Em maio de 1993 foi assinado em Iqaluit o “Acordo de Reivindicação de Terras” indígenas de Nunavut, o maior do género na história canadiana; a 1 de abril de 1999, Iqaluit torna-se a capital de Nunavut e desse do governo local, albergando a Assembleia Legislativa, cuja estrutura é inspirada nos iglus e na tradição inuíte.

A “peregrinação penitencial” ao Canadá, como Francisco lhe chamou, começou no último domingo e tem sido marcada por vários pedidos de perdão às comunidades indígenas pelo papel de membros da Igreja Católica e suas instituições no processo de assimilação forçada destas populações, através de um sistema de internatos – escolas residenciais.

As crianças eram proibidas de falar na sua língua nativa ou manter as suas tradições religiosas; na maior parte dos casos, foram tiradas à força das suas famílias, sofrendo abusos, sobrelotação das escolas, falta de saneamento básico ou de assistência médica.

De acordo com o Relatório da Comissão para a Verdade e o Reconciliação, publicado em 2015, terão morrido mais de 3 mil crianças por causa de doenças, desnutrição e maus-tratos durante um período de aproximadamente cem anos, entre finais do século XIX e o século XX.

A partida para Roma acontece pelas 18h45 locais (23h45 em Lisboa) e a chegada à capital italiana está prevista para as 07h50 de sábado (06h50 em Lisboa).

OC

Partilhar:
Share