Ataque armado fez pelo menos 10 mortos, incluindo os dois atiradores

Foto: Lusa

Lisboa, 13 mar 2019 (Ecclesia) – A Igreja Católica no Brasil manifestou hoje o seu pesar pelo “brutal ataque” na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, região metropolitana de São Paulo, que fez pelo menos 10 mortos, incluindo os dois atiradores, que se suicidaram.

Entre as vítimas mortais estão cinco crianças; os autores do ataque armado tinham 25 e 17 anos de idade.

O bispo de Mogi das Cruzes, D. Pedro Luiz Stringhini, mostrou-se “consternado” com a tragédia que afetou o território diocesano, deixando uma palavra de “proximidade e conforto” aos familiares dos alunos do colégio, e principalmente, aos que “choram a perda dos seus entes queridos”.

“Enquanto Diocese, todo o clero e fiéis leigos, unimo-nos em oração pelos atingidos neste brutal ataque à Escola Raul Brasil, nas preces pelos falecidos, inclusive pelos autores deste triste ocorrido, pedindo a Deus que os acolha na Sua misericórdia e pela recuperação dos que foram atingidos”, refere o texto divulgado pelos serviços diocesanos de comunicação.

“Como filhos do príncipe da Paz, repudiamos qualquer ato de violência, e pedimos a Deus a graça de sermos promotores da paz em nosso país e no mundo”, conclui a nota oficial.

O governo de São Paulo decretou luto oficial de três dias.

OC

Partilhar:
Share